domingo, 23 de setembro de 2012

TDAH, POR QUE VOCÊ FAZ ISSO COMIGO?







Meu último post foi sobre organização e dei dicas de como me organizo e faço para não esquecer os compromissos. O que aconteceu na última sexta feira? Dei bolo na minha coach; simplesmente perdi minha sessão de coaching.
Parece até proposital; meus sabotadores observaram meu post, me acharam muito auto confiante e me deram uma rasteira. Me dei uma rasteira.
Posso empurrar a responsabilidade para meu celular. Tenho mudado de aparelho quase que toda semana desde que vendi meu Atrix. Ainda não achei nenhum melhor ou igual a ele e acabei me confundindo na hora de lançar o compromisso, aquela porcaria não apitou, nem deu nenhuma espécie de aviso e esqueci completamente da sessão de coaching. Só me lembrei ontem, quase 24 horas depois. Lembrei não, fui dar uma geral no celular, nos compromissos da semana, e me deparei com a anotação da sessão de sexta feira.
Como disse a Ana Beatriz no comentário que fez sobre o post anterior: " Aí me vem um sentimento de raiva de mim mesma, como uma tijolada na cabeça." Perfeito, Ana Beatriz! Uma tijolada na cabeça, uma frustração, uma vergonhas, um sentimento de incompetência, são tantos sentimentos que fica até difícil de descrever.
Sinceramente, tô com tanta vergonha que ainda nem dei uma satisfação à Luciana, minha coach.
Fico pensando até quando ela vai ter paciência comigo...
E eu, até quando serei refém desse desgraçado desse TDAH?
Mas, sendo honesto e sincero, será que foi mesmo o TDAH ?
Enquanto escrevo, penso e repenso; minha coach, Luciana Fiel, me propôs em nossa última sessão medidas fortes e extremas na minha vida. Será que esqueci de propósito? Para não enfrentá-la?  Ou enfrentar minhas decisões? E se assim foi, isso também pode ser fruto do TDAH? Onde começa um e termina o outro?
De qualquer maneira não é a primeira vez que me 'puno' após um post em que descrevo meus progressos,
Não posso me sentir o pior do mundo, mas é inevitável me sentir 'um dos piores do mundo'.
Dar bolo é um desrespeito, ainda mais numa pessoa que é fundamental em minha vida.
Não vou cair na tentação de usar esse post para me desculpar publicamente pelo meu comportamento, seria muito fácil e dispensaria conversar pessoalmente com ela, o que é sempre mais difícil. Em lugar disso, vou assumir o compromisso público de telefonar para ela na segunda feira para me desculpar pessoalmente.
No mais, é levantar a cabeça e seguir em frente. E trocar de celular imediatamente. De volta ao  Android.