quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

A RITALINA FAZ MILAGRES?

Este post não é patrocinado e nem se trata de propaganda. Narro aqui apenas minha experiência como usuário do produto. Todo tratamento medicamentoso requer acompanhamento médico.

                                    



NÃO!!!!
E isso, em princípio, me causou uma profunda decepção.
Quando iniciei meu tratamento, esperava que lá pela terceira cápsula minha vida tivesse mudado (mais TDAH impossível, né).
Imaginei que iria lembrar-me de tudo, ia parar de procrastinar, meu humor se estabilizaria no lado A, minha instabilidade afetiva iria, enfim, acabar. Ao fim da primeira caixa, sonhava eu, abandonaria os prazeres efêmeros, seria mais maduro emocionalmente, ganharia persistência e menos horror às limitações.
Arrggghhh! Qual nada! Estou no terceiro tubo e enfrento os mesmos problemas.
Logo me veio uma desconfiança à respeito do medicamento; depois da dosagem; por fim, algumas dúvidas me surgiram à respeito da existência do TDAH.

Quem acompanha meu blog deve ter notado um pessimismo nos posts, um intervalo maior entre um e outro.
Andava meio desconfiado do resultado.
Na terça-feira, dia primeiro, tive minha segunda seção de coaching e discutimos vários aspectos do tratamento e, claro, esse comportamento de desconfiança com o medicamento.
Nenhum remédio muda comportamento. A Ritalina melhora minha memória (notavelmente) aumenta minha disposição (ajuda a quebrar a inércia) ao melhorar o 'tráfego' do meu cerébro. Comportamento arraigados e cultivados ao longo dos últimos 50 anos, vou ter de mudar. E aí entra o suporte do coaching. Por ser apenas a minha segunda seção eu ficava imaginado como seria esse negócio. E foi surpreendente. É tudo focado em meu auto-conhecimento. Não vi até aqui nenhuma fórmula pronta, nenhum esquema milagroso que irá me mudar do dia para a noite. Discutimos muito meus comportamentos, meus sentimentos e, em cima disso, vamos (re) montando minha vida.
Não é fácil para quem sofre de TDAH esperar por esse resultado. Imaginar que possa surgir lentamente, fruto de um trabalho paciente e persistente. Mas a sessão de coaching é uma superdosagem de Ritalina. Saí de lá com outro ânimo, uma nova perspectiva, uma visão mais positiva. Inclusive da Ritalina.
Voltando ao título, quando iniciei o tratamento temia os efeitos colaterais. Um remédio de tarja preta, Deus do céu, deve ser o fim. Confesso que não li a bula com medo do que iria encontrar ali. A bem da verdade, quem já viu uma bula de Ritalina já imaginou que EU jamais a leria, mesmo que quisesse. Tirei-a da caixa e joguei-a no lixo. 'Não caia em tentação, Alexandre.' Olha, não sinto nada. Mas nada, mesmo. Nenhuma reação adversa. Nenhuma.
Ontem, estive maquinando sobre a minha vida nos últimos sessenta dias. Deixei muito a desejar, em relação aos meus sonhos. mas quanta coisa consegui fazer e resolver nesse período que estava encroada há meses? Sem a ' Rita Li' eu jamais teria feito. Decisões e ações que exigem iniciativa, vontade, ânimo.
Coisas que há muito não faziam parte da minha vida.

117 comentários:

  1. após conversar com psiquiatra iniciei o tratamento. na verdade apenas tomei tres vezes não consecutivas e cada uma das vezes o efeito foi diferente do anterior. hoje me pareceu que estou mais desatento do que sem o uso da medicação ou seja pirorei... será só impressão? e também estou sentindo sono??? como foram as suas experiencias sempre iguais?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dione isso é normal.
      As vezes temos que ajustar a dose, as vezes temos que associar outra medicação, mas a grande maioria das vezes é só o tempo de adaptação... as primeiras semanas são as mais instaveis! Eu também senti sono na primeira vez e fiquei chocada com isso!
      Seu comentário já tem quase um mês, então vc ja deve estar se sentindo bem mais estável. Se ainda estiver desconfortável fale com seu médico, eu precisei testar 3 esquemas até encontrar um adequado.
      Se quiser conversar, me manda um e-mail.
      M.

      Excluir
    2. Olá Dione,
      Meu nome é Lima, achei curioso quando vc mencionou que a riatalina te causou uma sensação de involução. Eu também indaguei, será que essa droga não está piorando. Senti muitos momentos de concentração e memória melhorada. Mas, por outro lado uma coisa piorada. Dificuldade de raciocinar, ou mesmo, uma espécie de demência. Sentir - se no mundo da lua, de uma forma potencializada. Acredito até que levei uma multa na fiscalização eletrônica, na BR. Faz só 3 semanas que estou utilizando esta medicação. Alcancei patamares com mais facilidade, notavelmente!
      Vc sentiu algo semelhante? Embaraçamento do raciocínio em alguns episódios?
      Fiquei muito triste com este panorama pessoal.
      Estou pensando até em interromper a medicação, será que ela não inverteu o papel? Causando o malefício citado? E as experiências benéficas?
      Droga, que sofrimento, perder tudo de novo.
      Feliz natal, com paciência e plenitude.
      Estou tentando promover o DEUS que eu realmente acredito, o que tá dentro de cada um...
      Abraço carinhoso.

      LIMA

      Excluir
  2. excelente site ...parabéns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cleber.
      Obrigado pelo estímulo.
      Muito obrigado.
      Alexandre

      Excluir
  3. Experimente amassar e inalar e tomar um copo de 200ml de café... é garantir um efeito mais intenso de aprendizagem por volta de 4 horas. não inale mais de 3 comprimidos sem dar intervalo de 45 minutos entre um comprimido e outro.


    Saber usar os recursos não torna vc apenas mais esperto... torna-o mais inteligente...pense nisso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, creio que vc não percebeu que esse blog é dirigido a pessoas que querem tratar-se do TDAH e não usar a ritalina como aditivo momentâneo.
      Por causa de usos como esse que vc propaga que a ritalina é tão mal vista.
      Um abraço
      Alexandre

      Excluir
    2. Alexandre, gosto do blog e entendo completamente seu ponto de vista, abomino pessoas que utilizam o medicamento como entorpecente, pais para adestrar os filhos e até pessoas que o utilizam somente por dificuldade de aprendizado (acho que isso é o menor dos problemas para quem tem TDAH), tornando o tratamento para quem realmente precisa muito mais difícil. No entanto, acho que o comentário inoportuno pode ser uma oportunidade de desmistificar, como bom TDAH eu tive que testar/experimentar e com critério desaconselho fortemente esse tipo de administração, não é verdade o que dizem que o efeito é aumentando, o que acontece é um sensação agoniante e uma tendência perigosa ao vicio uma vez que o efeito é sentido de imediato (o que não acontece na administração oral). Então a menos que tenham muito autocontrole NÃO FAÇAM, nem mesmo em caráter de teste.

      Bom, para base comparativa e de acordo com o post, estou tomando a medicação a 4 meses, 10 mg duas vezes ao dia, as melhoras são pequenas e quase que imperceptíveis, por isso é até difícil associa-las ao medicamento, infelizmente pois como mencionado depositamos muita, mais muita expectativa no mesmo. Mais elas existem.
      Não faço nenhum acompanhamento psicológico (coaching) pois perdi a fé no profissional depois de tentar dezenas e não ter nenhuma melhora, assim como, religiões, treinamentos, cursos, etc.
      É isso, espero não ter sido inoportuno, e desculpe o comentário tardio mais estou vendo os post meio que de trás pra frente/aleatoriamente... rs
      Espero que continue compartilhando suas experiências, um abraço,
      Patriota

      Excluir
    3. Você testou? Não acredito! kkkkkkk
      Isso nem passou pela minha cabeça.
      Fica registrada a sua impressão, eu achei até que fosse mentira.
      Abraços
      Alexandre

      Excluir
  4. Noossa Alexandre, o que vc descreveu é exatamente o que eu pensava que iria encontrar com o uso da Rita Li. Ainda não comecei a fazer uso do medicamento, e agradeço por vc ter esclarecido e fazer com que minhas expectativas caíssem por terra, rsrsrsrs. É óbvio que sabemos que a Rita é um complemento indispensável ao nosso tratamento, que requer muita paciência e disposição, mas como encontrar isso nos TDAH's? Acho que acreditar na melhora e que vc pode fazer algo bom por vc mesmo é um caminho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Fernanda!
      Temos uma tendência a acreditar em contos de fadas, rsrs. Acreditamos que tudo vai se resolver num passe de mágica. Mas a vida não é assim, ela cobra caro da gente. E exige muita luta, muita dedicação, e persistência; características quase impossíveis num TDAH. Só nos resta nos policiar e lutar pra conseguir.
      Boa sorte e não desista, você merece uma outra vida!
      Um abraço
      Alexandre

      Excluir
  5. Ola pessoal....
    Estou fazendo uma avaliação neuropsicologia pois suspeito que tenha TDAH. Como suporte ao tratamento, indicado pela neurologista, tomei ritalina, e no primeiro dia foi um desastre.. o remedio fez muito mal. Não sei se vor me adaptar. Gostaria de saber se quando voces tomaram ritalina pela primeira vez, com orientação medica, sentiram algum efeito colateral...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola amigo. Olha qualquer remédio apresenta efeitos colaterais. Normalmente os efeitos da Ritalina passam após os primeiros dias.
      Mantenha seu médico informado, algumas pessoas precisam alterar a concentração ou o tipo de medicamento. No meu caso comecei coma Ritalina LA mas fiquei nervoso demais e passei a usar a Ritalina normal.
      Boa sorte.
      Um abraço
      Alexandre

      Excluir
    2. O meu médico passou o tratamento hoje com a RITALINA.
      Confesso que fiquei com medo de tomar o primeiro comprimido.
      Mas não tive nenhum efeito colateral.Aliviou em 15 minutos a minha agitação e angústia...

      Excluir
  6. Boa tarde! Meu nome é Cristina e descobri que tenho TDAH a três meses. Antes disso estava completamente frustada pelas minhas procrastinações infinitas. Era sempre uma desculpa atrás da outra para justificar eu não conseguir fazer o que me propunha ou minhas diversas desistencias. Não havia procurado ajuda antes porque a visão de déficit de atenção que eu tinha era totalmente esteriotipada.
    Pensava que eu jamais teria esse tipo de doença afinal sempre ia bem em provas, conseguia prestar atenção em filmes, etc.
    Os sintomas da tdah que mais me incomodam são os milhares de pensamentos que não param na minha cabeça e que impedem que eu consiga estudar, além da procrastinação e de perder o interesse muito rapidamente pelas coisas.
    Acredito que todo mundo perca um pouco do interesse pelas coisas conforme o tempo passa, mas o meu interesse vai de 10 a zero muito rapidamente, e quando isso acontece não há cristo que me faça voltar a me interessar por aquela atividade.
    Enfim, nesses três meses tentei outros medicamentos, tentando tratar a falta de concentração através dos sintomas, melhorando a qualidade de sono e diminuindo a ansiedade, mas não funcionou.
    A 12 dias estou tomando ritalina 10mg, meio comprimido pela manha, e meio pela tarde. Depois da primeira semana ja deveria ter aumentado a dose para meio comprimido as 8h, as 11h, as 14h e as 17h. Mas tenho sentido muito mal estar. Sinto nauseas e alguns períodos de extrema tontura e mal estar. Por isso ainda não aumentei a dose.
    Pelo que li com o tempo esses efeitos colaterais devem passar, mas estou com medo que não melhorem.
    Senti bastante diferença para estudar, é como se tivesse silenciado os mil pensamentos que eu tinha ao mesmo tempo, me devolvendo o foco. Já não fico pensando na louça que tenho para lavar enquanto estou lendo.
    O diagnóstico em si já me deu um novo animo para minha vida! Saber que você não é preguiçosa como as pessoas te levam a acreditar e que tem tratamento é como uma luz no fim do tunel.
    Espero conseguir me adaptar com a medicação!
    Ja estou tomando os comprimidos junto com as refeições para ver se melhora o enjoo, e tambem tomando um omeprazol pela manha, ja que tenho gastrite, mas por enquanto não tá passando...
    Parabéns pelo blog!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Oi Cristina!
    Que bom que você descobriu que é TDAH e não um defeito de personalidade.
    Agora é uma fase meio chatinha mesmo de se adaptar à dosagem, ao medicamento, essas coisas. Não desanime do tratamento, ele trará enorme benefícios à sua vida.
    Eu tive problemas com a Ritalina LA, me deixava muito irritado, a comum não, tirou um pouco de apetite no início e foi só.
    Converse com seu médico, tente outras formas, outras marcas, mas não desista, Cristina, é sua vida que está em jogo.
    Um abraço
    Alexandre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, sou uma mãe que descobriu tdah no filho depois de adulto, e principalmente por meio dos desastres que ele causou na própria vida e na minha.Só comecei a desconfiar oito anos atrás,e ele adulto nunca acreditou ter algum problema, e as vzs ainda acho que não acredita, ou tem medo de aceitar. Me culpo por não ter percebido em criança, achava que a distração e a procrastinação faziam parte da personalidade, pois ele é bem inteligente, até passou em concurso público.Os problemas começaram quando iniciou a vida de responsabilidades no primeiro emprego,perdeu tudo e ainda responde seriamente por atos de distração e falta de discernimento. Espero aqui encontrar algum alento e a esperança de que um dia ele encontre o caminho, pois nem fala comigo. Não admite o problema e me assusta com os altos e baixos do comportamento.Já tem 34 anos e tentando trabalhar via internet, mas está bem dificil.Sei que não posso desistir dele,mas não sei como ajudá -lo mais. Eme Pires

      Excluir
  8. Bom dia,
    espero que todos estejam dormindo... ,já são 05:00 h e, estou sintonizado, em nome da criatividade. Arquitetura e design são tentações da insônia.
    Comecei à duas semana a terapêutica medicamentosa c Ritalina.
    A primeira 5 mg: disposição, velocidade e praticidade em elaborar um trabalho para faculdade. Essa objetividade não surgi a um bom tempo, na minha dinâmica de rotina.
    Outras doses, tb apresentarão quadro semelhante.
    Bem estar, sensação de que algo melhorou. Até fobias antigas. A concentração e memória ventilaram. Mas, nada de incrível. As vezes duvido de algumas doses x eficácia intelectual. Em outras tomadas medicamentosas digo, existe sim um componente coadjuvante, na Rita...
    Bom, a coisa da plenitude associada a terapia foi constatada. Parei por um dia e, impulsividade deu um alô.
    Não sabia o que era esta companheira indesejada, durante essas duas semanas. Bem, imagino que estava me beneficiando com a ritalina. Lógico, Rita o retorno, hoje mesmo!
    Ah! no quarto dia, senti uma ansiedade incontrolável. Achei que iria morrer! Sensação indescritível. Exceto esta experiência, e umas palpitações, só me senti bem.
    Porém, neste episódio, aumentei a dose de 5mg para 10mg.
    Provavelmente, o motivo da citada ansiedade (salientando, tomei ansiolítico para controlar o processo).
    Desculpem a longevidade das frases... mas, se algum amigo poder enviar um foco sobre o retrato acima, agradeço bastante!
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Complementando as linhas acima, meu nome é LIMA.
      Esqueci este detalhe.

      Excluir
    2. Oi Lima! Bom dia!
      Olha seu tratamento está correto, começamos com doses menores e vamos (em conjunto com o médico) aumentado ao adequando as doses. No meu caso, por exemplo, cheguei a tomar a Ritalina LA, mas fiquei muito nervoso e passei para a comum. O efeito da comum dura apenas 4/5 horas, passei a tomar duas por dia. Pra não esquecer o celular apita mil vezes por dia.rs Talvez o seu caso seja esse, mais vezes de 5 mg por dia. Você se sentiu bem com essa concentração, se vc a mantiver ao longo do dia ótimo. Nem sempre um aumento de dosagem leva a um aumento da produtividade, ou do bem estar. O ideal é vc discutir com seu médico para acertar.
      Um grande abraço e obrigado por sua participação

      Alexandre

      Excluir
    3. Obrigado pelas sugestões, Alexandre.
      Abraço!
      LIMA

      Excluir
    4. Galera sou tdah e descobri a pouco tempo,e a 2 meses venho utilizando a ritinha e ,de forma brilhante,esta medicação vem me ajudado.

      Pretendo prestar vestibular para medicina e o tempo que estudava era INSUFUCIENTE (2 horas ,em mé dia por dia),fora que não tinha um pingo de concentração.

      Depois da ritalina LA ,tow conseguindo estudar uma média de 9 horas por dia com rendimento.

      Posso dizer que está droga mudou a minha vida,pois hoje sei que posso ser disciplinado e focado no que eu quero para meu futuro.

      Espero que para vocês esta droga sirva como esta servindo para mim.

      Se não vá ao médico e verifique se não é melhor aumentar a dosagem ou usar outro principio ativo para tdah ,pois o tratamento medicamentoso e psicologico é vital para a prosperidade do portador de tdah.

      Lembrem-se que devemos aproveitar o nosso hiperfoco ,ou seja,faça de tudo para gostar de coisas que serão necessária para seus estudos ou trabalho,que seu hiperfoco toma de conta do trablaho todo.

      Somos capazes de ficar horas e horas tentando resolver coisas pelo o qual gostamos,e ainda,de forma criativa.

      fica a dica a todos,e abraços

      Excluir
    5. Avaliação pessoal comorbidades x ritalina:
      Boa noite, é fato que a ritalina beneficia o portador de tdah.
      Senti as vantagens desta medicação.
      Mas isso só durou alguns meses, pois possuo transtorno bipolar e toc,
      Desta forma, fiquei muito ansioso, acordando assustado.
      Esta sintomatologia potencializou-se, assim meu toc também piorou.
      Já faz uns 7 meses e ainda não estou totalmente recuperado.
      Os pensamentos negativos do transtorne de ansiedade (TOC) ainda existem.
      Paguei um preço muito elevado por alguns meses de destaque na faculdade, por causa da ritalina.
      Apesar da considerável melhoria intelectual que recebi, jamais voltarei a terapia c a rita. Fiquei abalado psicologicamente, um medo se instalou.
      Aliás, vivenciei o maior de todos os medos da minha existência.
      Nunca apresentei este desconforto antes da ritalina.
      Meu filho também possui tdah e toc, mas, sempre vou aconselha-lo a permanecer distante da rita.
      Em nosso caso, portadores de toc, isso pode virar um pesadelo.
      Em síntese, sugiro tomar os cuidados necessário antes de conhecer este fármaco.
      Uma criteriosa anamnese é senequanon!
      Percebi que a terapia medicamentosa p tdah pode trazer malefícios imensuráveis, para alguns pacientes.
      Abraço!
      LIMA

      Excluir
  9. Alexandre, boa noite!
    Estou gostando de ler seu blog, muita informação bacana, parabéns!

    Uma duvida: Quem tem TDAH tem algum problema em tomar Quetiapina com Oxcarbazepina? falo isso pois não tenho diagnóstico e lendo seu blog e outros livros e pesquisas que me encaixo com o TDAH, engraçado como ja conhecia a palavra, mas desconhecia os sintomas... sentia na faculdade que os professores achavam isso de mim, não sei pq, uma sensação que tinha alguma coisa a ver com o TDAH, por causa do desligamento e a dificuldade de concentração, sem duvida eu era a unica aluna ali que tinha dificuldades como tenho até hoje. Mas como nenhum medico conseguiu chegar a um diagnóstico e so me medicam esses remedios por causa da ansiedade, agitação etc... fico com medo agora de tomar e não ser a medicação correta e me prejudicar.
    Aguardo seu comentário...
    J.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Difícil hein!
      Tente outro médico. No site da ABDA www.tdah.org.br existem indicações de médicos em várias cidades do Brasil.
      Tente ouvir outra opinião. Não sou médico, nem conheço essas substâncias que você menciona mas se você não sente melhoras, não é disso que você tá precisando.
      Espero ter ajudado de alguma forma.
      Abraços
      Alexandre

      Excluir
  10. Oi Alexandre. adorei conhecer seu blog. Acabo de ser diagnosticada com TDAH, depois de mais de 20 anos vivendo loucamente a vida de caçadora de emoções, construindo e desconstruindo tudo conquistado, mudando de endereço. de país. de cidade, tendo muitos parceiros, meus companheiros de fortes emoções, sempre se apaixonavam por mim, mas me diziam que eram usados e que eu não queria nada sério (geralmente esse discurso é de mulher pra homem e nao o contrário, certo?). Enfim, nutri descrédito total na psiquiatria, pois tomei todos os anti-depressivos de última geração e as combinar ações mais diversas. Fui diagnosticada em clinicas de grande conceito em SP como bipar, depressão. depressão irritada, etc. Gastei muito tempo, dinheiro com tratamentos que dm nada me aliviaram. Este coneço de ano quase jogo tudo pelos ares, em surtos que quase levaram pelos ares o único companheiro que me encarou e me suporta e me aceitou. Minha família me resgatou para mais uma tentativa psiquiátrica e agora surgiu o TDAH como duagnóstico. Por tudo que tenho lido, por todas as declarações e descrições, acho que o diagnóstico está NA MOSCA. Estou muito feliz de ter encontrado pelo menos a resposta e a partir dela iniciar meu caminho. Vou te seguir e quero muito trocar idéias com você. Obrigada pelo espaço de desabafo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem vinda ao nosso mundo Martha!
      Deus queira que você tenha encontrado seu caminho.
      Espero vê-la aqui sempre.
      Dê seu depoimento, suas conquistas e derrotas. Com certeza vão ajudar a todos nós, e quem sabe, poderemos ajudá-la também.
      Abração
      Alexandre

      Excluir
    2. Igual a minha história.....
      30 anos em psiquiatras....

      Excluir
  11. Olá Bom dia!!!
    Para mim, a Ritalina foi a melhor medicaação da minha vida nunca me senti tão feliz de ter acertado na medicação... vou contar minha história... na minha adolescência tomei uma decisão de ir ao médico saber que sono incontrolável era o que sentia, o médico mandou eu fazer uns exames enfim não deu nada... e ele me disse que era preguicite aguda... e eu revoltada disse a ele que era mais forte do que eu mesma... eu perdia muito minha vida porcausa disso... fui para um neurologista e mandou eu fazer vários exames que não deu nada, nem na tomografia, nem raio x, nem eletro... nada nada.... e ai certo passou o tempo e não achei que precisaria de um psiquiatra... então senti fortes dores no estômago fui para um clinico que me encaminhou para uma gastro e ela disse que era porque eu tinha gastrite nervosa e me encaminhou para um psiquiatra... enfimmmm tomo fluoxetina to bem e legal... mas sempre indisposta, sem ânimo, cheia de planos e sem coragem de fazer qualquer coisa... assistir uma aula p mim sempre foi um sacrifício, quando ia conversar com alguém contar uma história contava tudo sem coesão, desorganizada... muitas e muitas coisas até que conheci a linda RITALINA e minha auto estima, competência, determinação, foco, realização completa de tarefas está indo tudo muito bem.. a única coisinha ruim é que por vc ficar muito focada da uma enxaqueca e também insonia... mas ai quando quero dormir mais e melhor não tomo ela num sabado por exemplo e ai beleza.... minha vida mudou p melhor...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia!
      Legal sua participação, obrigado!
      Ajude-nos a desmitificar a Ritalina.
      Não é milagrosa, mas muito menos a cocaína legalizada que os mal intencionados afirmam.
      Valeu sua participação e depoimento.
      Abraço
      Alexandre

      Excluir
  12. Olá gente, boa noite...me chamo kamilla e na realidade quem tem TDAH é meu namorado... ele tem 27 anos, descobriu há mais ou menos 2 anos e faz o uso da RITALINA. Bom, estamos juntos a quase 1 ano e durante esse tempo presenciei muitos momentos como esses que vocês descreveram, principalmente o da PROCRASTINAÇÃO. Só que de uns dois meses para cá a coisa está piorando, saindo meio ue do controle pois ele não está sentindo vontade pra absurdamente quase nada, e o pior, ele acabou de entrarno curso de medicina... isso me preoupa mais ainda. Eu tento ajudar, não o forço a nada, deixo ele no tempo dele. Mas rem horas que me bate um desespero, um sofrimento por ele sabe... eu quero eesgatá-lo do abismo que o tdah o joga, mas n consigo. E pra piorar ainda mais, ele não está se ajudando, pois ele fala que pode tomar a rita a hora que quiser, tipo, ele não toma todos os dias, nao tem um horario certo, e isso me deixa louca porque eeeu sei que é pra ser ao contrario.... eu preciso de ajuda pra poder ajuda-lo. Cada dianque passa vejo que ele ta definhando... corre até o risco de ser reprovado por falta na faculdade, fico mais apavorada ainda... ele lutou tanto por isso e agora ta desanimado (eu sei que é por conta do tdah, maaas...)... PRECISO DE IDEIAS, conto com vocês. Obrigada!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Kamilla!
      Existe um negócio chamado 'comorbidade' que é uma outra doença que vem acoplada à doença principal. No caso do TDAH em 70% dos casos existem comorbidades (eu tenho transtorno de humor), e a depressão é a maior incidência de comorbidade. Não sou médico, mas esse desânimo pode ser fruto de uma depressão, ou mesmo transtorno de humor se ele apresentar mudanças repentinas de tristeza pra alegria.
      Tomar a Ritalina dessa forma não adianta nada, isso não é um energético ou um café que você toma pra despertar. Tratamento médico requer disciplina e continuidade. Não te aconselho a abordar a questão de forma aberta com ele, bater de frente é pior. Talvez o ideal é vc comentar que viu algo na internet. Saiu uma reportagem no Fantástico no último domingo, é um bom gancho. Diga que alguém comentou , se você não viu, e qua aí você foi atrás. Mostre pra ele o que você achar interessante. Exemplos positivos, comorbidades, tente despertar o interesse dele assim ele não ficará na defensiva.
      Espero ter ajudado
      Um abraço
      Alexandre

      Excluir
  13. Pois é, concordo com você siim, a Ritalina não é como café... nós vimos a reportagem juntos rsrsrsrsrs.... mas eu eu não vou abordá-lo de forma agressiva pois já percebi que ele não funciona com críticas (n só ele né?!!!). Hoje ele acordou mais disposto a se ajudar, procuramos alguns médicos (mudamos de cidade há pouquissimo tempo) para que faça o acompanhamento dele. Mais como eu sei que essa disposiçao pode minar, não posso deixar ele muitooo solto rsrsrs... aaah, tbm achamos a reportagem do fantastico beem superficial mas pelo menos mostrou a existencia desse transtorno para a populaçao... bem, e luta será diária, como no tratamento de um dependente quimico :"um dia de cada vez" e eu estou disposta a ajudá-lo a puxar a corda!!!! Obrigada por me "ouvir",é muito bomter jm lugar pra desabafar, pra pedir socorro... PS: ele conhece seu blog, foi até ele quem me mostrou há um certo tempo.... e ele tá com você, até porque, como eu disse em um outro post (sobre amar um tdah) você descreveu eleeeee rsrsrs foi incrível quando eu li e me ajudou muitoo a ter um maior cuidado com ele ;)... mais uma vez, obrigadaaa, Alexandre.

    ResponderExcluir
  14. Isso mesmo Kamilla, precisamos de rédea. rsrs
    Acompanhe-o, ele precisa disso (todos nós), veja com o médico sobre o transtorno de humor e a depressão, pode ser que exista.
    Eu por exemplo as vezes me deparo com um problema pequenino e quero abandonar tudo e sumir. Em outros momentos enfrento um dragão a tapa e venço facilmente, depende do meu estado de espírito.
    Fale o quanto quiser, amo esse blog, os comentários e respondê-los, é um dos melhores momentos da minha vida. Desabafe a vontade!
    Abraços a vocês dois e boa sorte

    Alexandre

    ResponderExcluir
  15. Tenho tomado 30 mg de ritalinan comum há um ano e meio, alem de outros remedios estabilizadores de humor.Tem dado verto.Consegui colocar minha vida em ordem, parei de beber, enfim, me senti muito bem.Acontece que ta havendo um problema na distribuição da ritalina no Brasil inteiro, então passei para a LA.To sentindo sono, to estranha.Gostaria que alguem que tenha passdao pela mesma situação me diga se é trasnsitorio ou passageiro.Obrigada, maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Maria!
      A questão da falta de Ritalina no mercado é realmente séria e foi objeto de meu último post.Quanto a mudança para a versão LA suas reações foram bastante diferentes das minhas. Senti-me profundamente irritado, sem apetite. Passei a tomar a comum que não apresentaram os mesmos sintomas.
      Se não existe a comum no mercado, o ideal é que você se adapte a essa aí temporariamente. Certamente esse problemas deverá se resolver em breve.
      Abraços
      Alexandre

      Excluir
  16. PARABÉNSSS...TENHO 34 ANOS E DESCOBRI RECENTEMENTE QUE TENHO TDAH...SO QUE QUANDO FUI COMPRAR O MEDICAMENTO CADE? MAS DE QUALQUER FORMA ESTOU MUITO FELIZ E ALIVIADO POR NÃO SER O RESPONSAVEL DE TANTOS PROBLEMAS QUE O TDAH TRAZ...ME SINTO UM VENCEDOR POR QUE MESMO COM ESSA DIFICULDADE AS VEZES ABSURDA DE ME CONCENTRAR NOS ESTUDOS CONSEGUI CONCLUIR DUAS FACULDADES DE ALTO NIVEL E ESTOU FAZENDO UMA TERCEIRA...É CLARO QUE O HIPERFOCO ME AJUDOU E MUITO..NEM SABIA QUE TINHA ISSO RSRSS...ALEXANDRE PARABENS PELA INCICIATIVA DESTE BLOG...

    ResponderExcluir
  17. OLA GALERA FALEI COM UM DISTRIBUIDOR DE REMÉDIOS,E ME GARANTIU QUE NO COMEÇO DE MAIO, ESTARÁ SE NORMALIZANDO A DISTRIBUIÇÃO, O QUE ELE ME FALOU É QUE ESTAVA HAVENDO UM PROBLEMA NA ENTRADA DO MEDICAMENTO NO BRASIL, POIS PASSA POR UMA FISCALIZAÇÃO RIGOROSA. SOU DE FLORIANÓPOLIS...UM GRANDE ABRAÇO A TODOS...

    ResponderExcluir
  18. Ola, fui diagnosticado com TDAH e o medico mandou tomar ritalina, mas nao estou tomando... estou fazendo TCC com uma psicologa e estou me sentindo bem melhor. O tratamento para tdah e com ritalina e TCC. Acho que ao invez de tomar ritalina de cara, seria melhor fazer o TCC que ajuda muito quem tem tdah. A ritalina tem seu beneficio, mas tem seu preço também.

    ResponderExcluir
  19. Olá Alexandre! Tenho lido vários posts seus há 2 ou 3 semanas e é emocionante perceber que não se é o "único" com tantos problemas. Seu blog tem me ajudado bastante a entender e aceitar os desafios de ser TDAH, e é incrível a semelhança dos pensamentos e atitudes.
    Sempre tive isso, mas nunca soube e nem meus pais... Chegaram a fazer acompanhamento neurológico, eletroencefalogramas e nada significativo. Sofri durante toda a minha infância com o grande afastamento de colegas de escola e pelo fato de sempre ser o principal alvo de encarnações, zoações, que hoje é chamado de bulling. Sempre tocavam na ferida sempre aberta... O lerdo, o tartaruga, o desatento, o câmera lenta, o esquecido, o do mundo-da-lua. Por causa disso durante toda a minha vida estudantil não colecionei UM amigo sequer. Sempre fui do tipo de sofrer calado, guardar tudo e manter comigo.
    No passar dos anos essa dificuldade foi se tornando sufocante e eu, igual a você, me martirizava por nunca completar nada, nunca ter a iniciativa e a ação que todos a minha volta tinham.
    Entrei na faculdade com grande dificuldade, fiz o primeiro ano me dedicando e por esse momento achei que eu tinha conseguido me livrar desse comportamento terrível e "largado", mas foi só entrar no 3º período e passei a empurrar tudo com a barriga e manter as minhas mesmas irresponsabilidades que sempre tive. Levei 1 ano a mais pra me formar de forma bem sofrida e tudo sempre "no laço", "na média". Perdi contatos profissionais incríveis pq eu nunca consigo manter contato. Sempre acabo abandonando tudo e sempre digo pra mim mesmo que voltarei a falar com tal pessoa, mas no fundo sabendo que isso é inútil... Penso, mas não faço.
    Hoje, com 26 anos, depois de muitos empregos, perdas de credibilidade, de posição profissional, de reconhecimento, descobri que sempre tive TDAH. Passei esse último ano de 2012 e até mês passado sofrendo mais que nunca, tentando saber ou perceber o por quê que eu era assim! Porque não ajo, porque não realizo, porque me afasto das minhas metas ou não as cumpro, porque me esqueço de tudo sempre??
    Resolvi ir no psiquiatra Dr. Marcelo Calcagno aqui de Florianópolis, e ele disse que fui guerreiro em suportar tanto tempo sem procurar ajuda médica/psicológica devido ao meu alto grau de TDAH.
    Estou tomando há 1 semana Ritalina LA 20mg, e de fato, como você disse, eu esperava muito, eu coloquei todas as minhas fichas de esperança e confiança na Ritalina! Eu comprei feliz e tomei a primeira cápsula, radiando de felicidade e muito esperançoso.
    Tomando todos os dias dessa semana percebi que ou não é assim, ou essa dose é o mesmo que água pra mim.
    Não senti absolutamente nada! Nenhuma melhora, nada! Não fiquei mais agitado, mais memoriado, mais atento, ligado... Qualquer coisa. Não tive nada.
    Isso me desapontou de uma maneira terrível. Estou mal, achando que esse medicamento de nada serviu e de nada servirá. Estou desempregado, gastei um dinheiro enorme que eu não tinha pra pagar a consulta cara e a Ritalina LA igualmente cara. Agora nem sei o que faço ou o que penso, por que não tenho condições financeiras pra pagar uma psicóloga, neuropsiquiatra ou outras formas de apoio e ajuda psicológica.
    No momento me sinto como voltando a estaca zero de esperança de melhora, idéias e metas.
    Bom, não queria ter escrito tanta coisa, mas as vezes tudo acaba ficando tão pesado e cruel pra uma pessoa só, que a única forma que talvez alivie, é falando e contando o que se passa para pessoas que te entendam. Todo esse tempo passando por isso e até hoje não encontrei UM que me entendesse de fato e me ouvisse como eu precisava que ouvisse. Mas admito que meu costume de nunca falar quase nada a ninguém também contibuiu...
    Agradeço se comentar algo sobre tudo isso que escrevi, ou simplesmente se tudo o que eu disse bate com o que você ou qualquer outro TDAH sente.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca perca as esperanças, geralmente o momento em que estamos passando tem grande influência. Persista com a medicação e vale ressaltar que o SUS oferece a Ritalina comum e a LA também.

      Excluir
    2. Haha, sim é incrível a semelhança, sem querer ser superior as pessoas! meu Q.I essencialmente me equilibra entre falta de concentração e capacidade de entender conceitos, e creio que isso é o que tem feito eu em matérias que gosto ter notas altas, até mesmo a maior da sala, mesmo tendo pensamentos que considero genias não consigo explicar de forma clara o que penso, principalmente conceitos mais complexos, meu raciocínio rápido em coisas que estão entre minha capacidade de compreender me faz não precisar fazer muito esforço para entender, agora se me perguntar os meses do ano, a ordem alfabética, estralar o dedo, regras matemáticas...etc, não sei perfeitamente, diferente da maioria das pessoas, não sei como organizar a forma que como em um restaurante, tinha dificuldades em até varrer a casa e extrema falta de vontade para isso, sempre fui datado como preguiçoso e estranho, mas enfim, tenho todos os problemas muito frequentes de TDAH, esse exato momento estou mexendo a perna, parando para mexer os dedos, tento imaginar como seria se fosse diagnosticado com TDAH e começar a tomar o remédio, sera que conseguiria usar os supostos 140/160 de Q.I completamente na sala de aula e na minha vida cotidiana?, não seria mais aquele não quer saber de nada, um fds para a vida?, francamente, fds dores de cabeça, insonia, isso é no minimo aceitável para um melhoramento de vida no geral. Me chamo rafael e tenho 14 anos.

      Excluir
  20. Minha experiência é um pouco diferente! A Ritalina foi um milagre incrível na minha vida. Eu tinha um problema gigante de inércia e concentração quase zero. Passei para duas faculdades públicas sem estudar, mas não conseguia sequer fazer uma matéria. Parei de estudar na 6ª série quando minha mãe suspendeu os remédios por me achar quieto demais. Só conclui o 1º e o 2º graus com 23 anos, por um intensivo, para entrar na faculdade federal que eu já havia sem estudar. Sempre tive uma lógica incrível. Nunca consegui completar 1 ano em nenhum emprego. Tinha um enorme problema de comunicação. Parecia que o mundo não entendia nem o que eu falava, nem o que eu escrevia. Era cansativo conversar comigo. Eu não tinha mais amigos. Me distanciei dos meus dois filhos. Perdi relacionamentos por causa da doença que eu não sabia que eu tinha, nem o que era. Era completamente improdutivo. Vários projetos maravilhosos pela metade. Problemas financeiros. Diagnósticos errados que aumentaram mais ainda o sofrimento. Então, veio a possibilidade de eu ter TDAH. foram meses de aceitação e estudo e mais diagnósticos errados, que dessa vez eu ignorei, até eu receber o diagnóstico, e enfim, a Ritalina. minha vida mudou!!!! Tudo Melhorou. Tudo! O meu relacionamento com minha mulher e minha mãe, o sexo, o romantismo, o carinho, o relacionamento com meus filhos, o relacionamento com meus poucos amigos. Fiz novos amigos. Estou prosseguindo na faculdade com excelentes notas. Virei um Mega-CDF! Consigo decorar e lembrar os acordes das músicas que eu toco no violão. Minha organização está dez! Organizei meus projetos, descartei alguns, adiei outros, concluí alguns e estou concluindo outros. minha casa fica limpa. Minha roupa fica limpa. Me cuido mais. Minha autoestima melhorou muito. Hoje eu fujo das pessoas pra não me sobrecarregar, pois sempre querem que eu faça alguma coisa para ajudar elas. Parece que eu vivia em um mundo paralelo e não conseguia alcançar este mundo. Eu pensava, mas não falava a mesma língua das pessoas. Me machucava muito no trabalho. Não me organizava. Travava em coisas idiotas de estudo e trabalho. No fim, eu já evitava tudo, pra não criar mais problemas. Minha mulher já queria me largar, mesmo depois de 9 anos de relacionamento. Agora ela diz que ama a Ritalina. Tudo isso acabou. As pessoas dizem que eu estou muito diferente. Parece que a mudança que se percebe externamente é maior que a que eu sinto internamente. A memória melhorou muito. Realmente, a concentração não ficou 100% e ainda existe um pouco de hiperatividade, mas não atrapalha mais a minha vida. E ainda aplicando a força que eu aprendi a fazer, pra conseguir fazer qualquer coisa, eu me tornei uma pessoa realmente diferenciada. Hoje, quase completando 31 anos, eu sinto que eu nasci de novo, graças a Ritalina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, parece que seu comentário vai contra tudo o que eu disse no post; a Ritalina fez milagres na sua vida! kkkk
      Legal seu depoimento, muito útil.
      Obrigado por sua participação
      Abraços
      Alexandre

      Excluir
  21. adorei seu blog tenhp tdah tenho certezea mais na cidade onde moro nao tem tratamento gratis por que e interior gostaria muinto que tivesse abda.eu sei que preciso muito da ritalina mais nao tomei ainda porque nao tem medicos publico na area da psiquiatria so para crinça vou procurar um particular creio que tem o mesmo diagnostico preciso muito usar a ritalina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia!
      Isso mesmo, invista em sua saúde e em sua vida. Você vai sentir a diferença na sua vida.
      Não deixe de procurar ajuda!
      Abraços
      Alexandre

      Excluir
  22. Pessoal,

    Adorei o blog e estou super me identificando ... estou com muita dificuldade de encontrar profissionais na área. eu já fui diagnosticada com TDAH umas 3 vezes, resolvi fazer terapia por causa das minhas frustrações, mas só agora eu entendi que todos os meus dilemas são sintomas da doença. vocês poderiam me indicar um neuro especializado na área? tenho muito medo de cair na mão de "qualquer" pessoa.(moro em SP)
    Meu e-mail é viviane_rodm@hotmail.com

    Estou realmente precisando de ajuda.

    Obrigada

    PS: Alexandre, parabéns pelo site!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Viviane!
      Acesse o site da ABDA (www.tdah.org.br) e veja quais os médicos cadastrados no site. Não é uma certeza de que são os melhores, mas são médicos que acreditam no TDAH.
      Abração
      Alexandre

      Excluir
  23. Bom dia, Alexandre. Meu nome é Marlon, tenho 28 anos e moro na grande São Paulo. Gostaria de agradecer pela iniciativa de criar esse blog. Depois que fui diagnosticado, há cerca de dois meses, passei a procurar referências, pessoas com quem eu pudesse trocar ideias sobre o assunto, também para não me sentir de outro planeta. Há alguns anos, minha irmã fez uma pós na área de educação onde estudou hiperatividade. Ela me mostrou entusiasmada o que poderia ser meu diagnóstico. Ao ler sobre o assunto me identifiquei completamente. Não procurei tratamento antes porque, por alguma razão, eu ia adiando :) Até que ela mesma tomou recentemente a atitude de me inscrever num grupo de pesquisas do HC, onde meu diagnóstico foi confirmado.

    Estou feliz por encontrar esse espaço.

    Novamente, muito obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço Marlon!
      Boa sorte no seu tratamento e se precisar conte conosco. Posso demorar um pouquinho na resposta, mas respondo.
      Abraços
      Alexandre

      Excluir
  24. agora é minha vez

    descobri que tenho tdah a alguns meses através de uma reportagem exibida no fantástico. E fiz de vários diagnósticos pela internet com taxas bastante altas que m fizeram a crer sob certa logica que passei aos longos de meus 34 anos sob inercia, incertezas e d uma vida inexpressiva.
    E fazendo um feedback sobre minha vida tudo faz mais sentido.
    Quando era pequeno minha falta de atenção nas aulas ja era tao grande que gerava motivos de reclamações a meus pais. Ficava tanto no mundo da lua que para voltar, meus colegas precisavam de esbarrar em mim para voltar. Era muito agitado e brigão.Nunca me interessava pelos estudos, estudava pq senao minha mae espancava, gostava de esportes.
    Mas passava com boas notas. Aos 13 anos sofri uma convulsão,
    fui a um neuro e receitou edhanol,fiz eletro e constatou uma atividade fora do nomal, dizia que meu cérebro era acelerado.Tomei uns cinco anos e medico foi tirando metade da metade.Com a adolescência chegando conheci as bebidas alcoólicas e cigarros. eu tomava ate ficar pra la de bagdá. depois veio as drogas. com o tempo fui percebendo uma pre disposição a todo o tipo de drogas pois deixava meu estado de consciência alterado. Minha auto estima sempre foi baixa nas festa as meninas ate olhavam pra mim mas eu achava que aquilo era demais pra mim.Terminei o segundo grau sem nem saber o q fazer depois e sem vontade tbm. entrei na facul, quando estava na metade do curso perdi o foco e fui reprovando ate trancar. nao conseguia m concentrar na sala de aula,minha mente era sequestrada e milhões de pensamentos trafegavam na minha mente. quando uma pessoa fala comigo e o assunto nao é interessante meu pensamento voa e a pessoa ficava irritada.Falar sozinho... toda hora minha esposa diz q to ficando maluco. Sou desorganizado e nao consigo controlar meu tempo, Chegar atrasado virou vicio, me da ate uma sensação de prazer, pois vivo aquela de "nao posso chegar atrasado senão o chefe corta meu ponto" ai fica aquela briga entre os passos eo ponteiro do relógio. METAS nunca consigo cumprir, comprei um curso de inglês online a uns cinco anos atras de 52 lições estou hoje na liçao 29. E sem falar que estava querendo escrever esse post a semanas mas só hoje consegui, deve ser pq tenho uma consulta marcada com um neuro depois da manha .
    Fico muito triste de olhar para meu passado e comparar com meus colegas que estão bem de situação, e eu fiquei. Mas um pouco feliz por descobrir que sou tdah e tentar reconstruir minha vida de volta .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua vida foi muito semelhante à minha. Gostaria de dizer, embora faça tempo que você tenha postado, que você persista porque vale a pena. Estou começando o tratamento e já sinto melhoras significativas no poder de concentração. Como o Alexandre citou, cigarros, álcool, drogas ilícitas acabam entrando em nossa rotina em algum momento da vida, mas obviamente este é um caminho que não leva muito longe. Você disse que passou com um neuro. Eu fui diagnosticado por psiquiatras. Tente um psiquiatra de confiança. Desejo sinceramente paz e prosperidade pra você. Abraço.

      Excluir
    2. Cara, desculpe a minha demora mas não tinha visto seu comentário. Eles aumentaram demais e às vezes eu me perco.
      Eu também, às vezes, me pego me comparando com amigos ou ex colegas de escola ou faculdade; mas depois que me descobri TDAH passei a me perdoar. Tenho uma doença e agora devo tratá-la; meu pai tem 83 anos está lúcido e saudável, ou seja, posso ter mais 30 anos de vida, e que ela seja muito boa.
      Vigie seus comportamentos e sentimentos e tente enxergar quando o TDAh estiver agindo sobre você. Ao lado do medicamento esse é o melhor instrumento do tratamento.
      Abraços e boa sorte
      Alexandre

      Excluir
  25. sou o mesmo de cima. complementando...
    Nao consigo terminar nem mesmo uma oraçao e pior nem ler meu proprio post, me cansso

    Parabens pelo blog, precisava disto...

    ResponderExcluir
  26. uai alexadre vc nem deu moral

    ResponderExcluir
  27. hoje bebi de novo e usei drogas
    parece q acim eu m encontro eu raciocinio e sei quais sentimentos eu tenho.
    parece q acim sou mais ser humano

    ResponderExcluir
  28. o ruim e depois no outro dia m da uma arrependitimento lascado, pois sou pai de de familia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, desculpe pela demora, mas a vida tá meio enrolada pro meu lado.
      Cara, procure um médico urgente, realmente temos uma maior predisposição ao uso de drogas e álcool.
      Temos uma insatisfação constante, uma enorme busca por sentido na vida, por adrenalina, por aventuras...
      Ame-se um pouco mais, e cuide-se.
      Não por sua esposa ou filhos, mas por você.
      É a sua vida. Se você morrer, quem fica sofre um tempo mas reconstrói a vida e a sua, acabou.
      Vá hoje mesmo a um médico e trate-se, é seu único caminho.
      Abraços
      Alexandre

      Excluir
  29. tomara q a ritalina m ajude
    a

    ResponderExcluir
  30. fui a um neuro outro dia, e ele me receito SERTRALINA
    diz q meu problema esta na ansiedade. ate que ele acertou um
    pouco.ele perguntou se eu fui bem na escola na infância. ele diz que nao tenho tadh por isso. pois problemas em aprender a ler escrever tem a ver com dislexia, eu acho
    nao concordei com o diagnostico dele. estou pensando em ir para um psiquiatra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olhe, eu tomei sertralina pra ansiedade, mas acho que ela não ajuda em nada com a concentração, a memória e outras características nefastas do TDAH.
      Abraços
      Alexandre

      Excluir
  31. alexandre, todo questionario q respondo nos sites que pesquisei indica indice de tdah e o neuro q fui nem c preoucupou em diagonsticar. nao botei fe.
    eu quero consultaar com medico q m entenda
    pois agora sei q eu estou com problemas
    tenho q vencer o tadh
    e descobrir quem sou realmente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acesse o site da ABDA: www.tdah.org.br e veja se existe algum médico cadastrado ali em sua cidade. O fato de estar cadastrado ali não significa que sejam os melhores médicos (mas os melhores em TDAh estão ali sim), mas significa que quem se cadastrou ali acredita na existência do TDAH, e isso é fundamental.
      Abração e boa sorte
      Alexandre

      Excluir
  32. Nossa chego a ter vontade de chorar, não sei se de emoção ou tristeza pelas dificuldades serem tao grandes, mas fico feliz de ver que nao estou sozinho, li varios comentarios aqui e todos com os mesmos sintomas que eu tenho, tenho 27 e sei que tenho TDAH desde meus 22 anos, nunca me tratei com firmeza sempre parava de tomar pelo preço dos remedios, mas recentemente tudo que tem me acontecido pessoalmente me bateu desepero perdi uma pessoa maravilhosa na minha vida por ela nao entender meu descaso com certas coisas, é dificil ter que recomeçar novamente, mas agora vou focar diretamente no meu tratamento e nao irei parar, nao posso parar porque já perdi muito tempo e ainda vejo que posso sonhar, mesmo que eu tenha desistido de todos os sonhos do passado, uma vida inteira sendo chamado de preguiçoso, como eu queria provar pro mundo que não sou o que todos pensam que sou, que tenho vontade de viver e vencer, mas todas as comorbidades toda depressao que me cerca destruiu meu mundo por tantas vezes, hoje estou tomando Zoloft para tratar a ansiedade, digo que pra mim tem sido um remedio mágico contra meus picos de humor me sinto muito agradavel durante o dia, ainda desperso é claro mas logo irei inicar o tratamento com a ritalina ou com o venvanse... espero poder contar aqui que conseguir concluir alguns sonhos e ganhei mais um das batalhas diarias dentro do meu interior... muito bom seu blog!!!!!! Meu nome é Rodrigo

    ResponderExcluir
  33. Vou contar para vcs um pouco da minha história e espero que todos leiam, pois é um desabafo de vida.
    Primeiramente quero dizer que estou muito feliz por achar este grupo, pois por muito tempo me calei sobre tudo.
    Bem, sempre tive sérias dificuldades para estudar. Quando menina, literalmente chorava por não conseguir me concentrar nas coisas o que gerou uma queda no meu rendimento escolar. Minha mãe me colocou em uma aula de reforço, o problema é que eu fazia tudo menos estudar e diante disso a professora chamou minha mãe e pediu que ela me tirasse da aula, pois não me concentrava e muito menos aprendia. Fui muito incompreendida pela minha mãe que me chamou de todos os adjetivos mais absurdos, sendo o mais bonitinho o de preguiçosa... rs
    Minha autoestima despencou como um guindaste, sempre fui uma criança triste e cresci me achando burra. Quando cheguei à adolescência as coisas ficaram muito piores, me tornei compulsiva, às vezes agressiva e ainda mais melancólica, reprovando por dois anos na escola.
    Minha família que é de condição financeira boa começou a me massacrar achando que eu era uma vadia (quem tem família não precisa de inimigo), eu mesmo me perguntava pq minha irmã conseguia e eu não, oq havia de errado comigo, mas consegui terminar o ensino médio com quase 20 anos de idade. 
    Comecei a trabalhar como vendedora em uma loja no shopping, fiquei lá por 5 anos e na mesma época entrei em na minha primeira faculdade, mas desisti com 1 ano em meio de curso. Depois entrei na segunda faculdade e com muito esforço e muita pressão da minha família consegui me formar.
    Com a ajuda de uma amiga de faculdade consegui um emprego na área administrativa, logo depois que formei na faculdade de administração e sempre com muito esforço e luta, consegui ser promovida a um cargo melhor.
    Porém, qnd as responsabilidades começaram a surgir, comecei a surtar, não conseguia fazer as coisas nos prazos, não me concentrava no que deveria e virei alvo de colegas e pedi demissão. Senti-me uma fracassada, minha família mais uma vez caiu de pau em cima de mim e eu acabei surtando de tal forma que destruí quase todos os meus relacionamentos.
    Depois de um tempo consegui me acalmar e decidi estudar para concursos públicos, mesmo sem apoio de quase ninguém. Comecei a estudar para concursos públicos, com a ajuda de uma irmã mais velha que é meu anjo da guarda e do meu namorado, me organizei, lutei muitoooooo para superar a procrastinação e a falta de concentração que tanto me atormentavam e por incrível que pareça, depois de estudar um ano, consegui passar no concurso que tanto sonhava.
    Há mais ou menos um ano fui a uma médica psiquiatra, relatei toda minha vida, ela me passou um eletroencefalograma, que não detectou nada de anormal, e então ficou por isso mesmo. Já havia desistido de tentar encontrar uma solução e por acaso hoje li uma matéria da revista Womens Health, que me fez ter mais uma vez a certeza de que tenho TDAH.

    Sei que preciso me tratar, sei que tenho um problema, amanhã irei ligar para o psiquiatra que minha irmã conhece e se Deus quiser vou conseguir que ele me atenda de forma correta! Não tenho dúvidas do meu problema, espero conseguir dessa vez e apesar do receio e do medo de não dar certo mais uma vez, vou tentar.

    ResponderExcluir
  34. Olá, Alexandre. Li alguns textos do blog e tenho gostado muito das publicações. Tenho 20 anos, sou TDAH e iniciei o tratamento com Ritalina há um mês. Às vezes, tenho sentido vontade de abandonar a medicação, visto a contra-indicação ao consumo de álcool. Não sou alcoólatra, apenas bebia socialmente e isso tem me feito bastante falta, especialmente porque sou muito tímido e sair para beber ou festas em geral com alguns amigos estava me ajudando a socializar melhor. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Preste atenção, amigo, você está se auto sabotando! A bebida não serve pra nada de útil. A Ritalina se bem tomada pode fazer esse trabalho de ressocialização que você sonha.
      A solução de sua vida está em suas mãos, não jogue fora.
      Abração
      Alexandre

      Excluir
  35. Alexandre, não conto as vezes que já entrei no seu maravilhoso blog tentando me convencer do meu diagnóstico e com isso me convencer a pelo menos tentar tomar o remédio. Seria extremamente repetitivo dizer a você como foi a minha vida (31) anos com tdah. Você já sabe. Você viveu, ainda que com as tuas particularidades, as mesmas coisas. Só que eu tenho uma coisa que não sei se tem qualquer relação com o tdah ou se e um traço de personalidade: sou extremamente incrédula. Não que não acredite que o tdah exista, mas tenho sérias dúvidas de que eu realmente a tenha, isso junto a um única certeza: a de que não e "normal" alguém com meu caráter e responsabilidade, alguém tão profundamente desejosa de aprender, evoluir, alguém com
    Tanto potencial reconhecido por todos que comigo convivem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você pode me dizer como consegue?? Eu tenho TDAH e comei a tomar hoje meu primeiro comprimido de ritalina de 10 mg. Mas estou morrendo de medo de não conseguir nada na minha vida. Eu não sei nada e to colocando fé que irei conseguir. Mas só de pensa to chorando pq ainda n senti diferença nem disposição. Eu leio e ainda não consigo prestar atenção no leio. To comedo e também de perder a pessoa que mais amo por causa disso e eu queto ser um alguem e fazer faculdade. To desesperada pq ainda não senti nada e eu leio com a intensão de gravar isso e quando eu pego pra mim lembrar do que li sem ter q olha no livro não me lembro de nada.

      Excluir
  36. Continuando... Não conseguir finalizar NADA, não conseguir atingir nada, matricular-me em línguas, yoga, academia e não passar da terceira aula... Não tomar sequer um antibiótico o tempo prescrito pelo médico. Apesar disso tudo me sinto capaz, inteligente, pode? Sou advogada e não posso advogar com tantos esquecimentos, apesar de ter vocação. O tdah, ou seja lá o que tenho está me roubando até a fé. Por exemplo agora escrevo para você da cadeira da pós-graduação que estou "fazendo". Bom, obrigada por me ler, seu blog é o melhor, embora nem mesmo ele tenha me feito ter coragem de tomar a ritalina...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana!
      Não é descrença, Ana, é auto sabotagem. Enquanto você agir dessa forma, o TDAH está se eternizando em você. Advogada, jovem, eterna promessa não cumprida. Feche os olhos e quando os reabrir estará com a minha idade e muito mais dores ( eu tenho a desculpa de só ter conhecido o TDAH aos 50 anos). Uma das mais eficientes formas de se combater o TDAH é reconhecer-se doente e combatê-lo. Exemplo: a cada vez que você duvidar, deixar de fazer algo, diga a si mesma: essa não sou eu, é a doença agindo em mim. Levanta e faz. Claro, não é assim tão fácil, mas só começando pra vc perceber os benefícios.
      Abração e boa sorte.
      Dê-se uma chance!
      Alexandre

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. HOMEM COM TDAH :

      É BEM ASSIM ANA , DESCULPE COMENTAR ...
      VOCÊ SE SENTE PLENAMENTE CAPAZ APESAR DE NÃO CONSEGUIR CONCRETIZAR SEUS OBJETIVOS , E SE SENTE MUITA VAIDADE E NÃO TEM HUMILDADE A PONTO DE ADMITIR QUE É UMA PESSOA PORTADORA DE UM TRANSTORNO NEUROBIOLÓGICO ( TDAH - DOENÇA GERADORA DE GRAVES PROBLEMAS SOCIAIS E TRAUMAS PSICOLÓGICOS , CASO NÃO SEJA TRATADA A TEMPO ). E O TEMPO PASSA. ESSE É O PROBLEMA DE QUEM POSSUI TRANSTORNOS MENTAIS : ACREDITAR QUE É NORMAL E QUE TUDO VAI PASSAR COM O TEMPO ; ENQUANTO ISSO , O TEMPO DESMORONA AO SEU REDOR.

      EU FIZ O MESMO QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO. MINHA TIA PESQUISOU E ME DIAGNOSTICOU PORTADOR DE TDAH HÁ UNS 15 ANOS ATRÁS. EU IGNOREI . RESULTADO DISSO : 32 ANOS DE IDADE , UMA FACULDADE NO LIXO , TRÊS CONCURSOS PÚBLICOS NO LIXO E ALGUNS EMPREGOS TAMBÉM. E ISTO QUE RELATEI EQUIVALE A 10% DOS PROBLEMAS POR MIM VIVIDOS , NEM QUEIRA SABER DOS OUTROS.
      NÃO QUEIRA VIVER A MINHA VIDA , VIVA A SUA !!!! SEJA FELIZ !!! ADMITA!!!
      DESCULPE SE O MEU COMENTÁRIO SOA MAL ; OU SE NÃO CONDIZ COM A SUA SITUAÇÃO ATUAL FAVOR DESCONSIDERAR ! OBRIGADO !

      Excluir
  37. Avaliação pessoal: comorbidades x ritalina:
    Boa noite, é fato que a ritalina beneficia o portador de tdah.
    Senti as vantagens desta medicação.
    Mas isso só durou alguns meses, pois possuo transtorno bipolar e toc,
    Desta forma, fiquei muito ansioso, acordando assustado.
    Esta sintomatologia potencializou-se, assim meu toc também piorou.
    Já faz uns 7 meses e ainda não estou totalmente recuperado.
    Os pensamentos negativos do transtorne de ansiedade (TOC) ainda existem.
    Paguei um preço muito elevado por alguns meses de destaque na faculdade, por causa da ritalina.
    Apesar da considerável melhoria intelectual que recebi, jamais voltarei a terapia c a rita. Fiquei abalado psicologicamente, um medo se instalou.
    Aliás, vivenciei o maior de todos os medos da minha existência.
    Nunca apresentei este desconforto antes da ritalina.
    Meu filho também possui tdah e toc, mas, sempre vou aconselha-lo a permanecer distante da rita.
    Em nosso caso, portadores de toc, isso pode virar um pesadelo.
    Em síntese, sugiro tomar os cuidados necessário antes de conhecer este fármaco.
    Uma criteriosa anamnese é senequanon!
    Percebi que a terapia medicamentosa p tdah pode trazer malefícios imensuráveis, para alguns pacientes.
    Abraço!
    LIMA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, Lima.
      Você tem toda razão; há que se avaliar os benefícios da Ritalina quando existem outros transtornos ou comorbidades presentes. É muito comum a presença de comorbidades, ou seja, doenças paralelas ao TDAH e que devem ser tratadas juntamente com o TDAH, ou mesmo antes de se optar pela administração da Ritalina.
      Essa é uma decisão exclusiva do médico, após exames minuciosos.
      Boa sorte, amigo, agradeço sua contribuição ao nosso blog. Seu depoimento demonstra que a Ritalina (como qualquer remédio) não pode - e não deve - ser tomada sem critério.
      Abração
      Alexandre

      Excluir
    2. Abraço, obrigado Alexandre!
      LIMA

      Excluir
  38. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  39. ola, tenho tdah e tomo dois comprimidos de ritalina um pela manhã e outro a tarde. Confesso que ainda não senti nada continuo na mesma, sem produtividade nos estudos e trabalho. quero mudar ou de medicamento ou de dosagem de 10 mg para 30 mg de ritalina. será que eu vou ser o unico que não vai mudar tomando ritalina

    ResponderExcluir
  40. olá galera....
    hoje por acaso comprei uma caixa de ritalina 10mg, pq um colega meu disse que ia ajudar para que eu estudasse melhor para concursos, mas antes disso vim dar uma pesquisada e dei de cara com o TDAH...
    fiz um monte de teste online e todos deram positivos e bem acima da média...
    95% dos sintomas eu tenho....
    sempre soube que minha concentração não era boa, mas nunca pensei em uma doença...
    Estou estudando bastante e percebo que muitas vezes estou mais concentrado em outros assuntos do que nos estudos diminuindo muito meu rendimento, já parei com 2 faculdades pela metade sendo que a segunda envolve assuntos que eu adoro(tecnologia).
    Como eu acho que vai demorar um resultado de um profissional, vou começar a tomar 1 comprimido de 10mg ao dia como me indicaram.
    ESTOU SONHANDO QUE ESSA SEJA A SOLUÇÃO PARA MINHA FALTA DE CONCENTRAÇÃO.
    quando eu era pequeno minha mãe sempre disse que eu era hiperativo, mas ela nunca foi a fundo para saber o diagnostico.
    TOMEI COMO META SER APROVADO EM UM CONCURSO EM 2014 e estou buscando isso a trancos e barrancos, cada resultado me desanima e me deixa bastante angustiado mesmo sendo aprovado, pois estou ficando longe da classificação.
    li em alguns lugares que algumas pessoas conseguiram resolver esse problema e se lamentaram por não terem descoberto o tratamento antes. Vejo que pessoas bem menos desinteressadas na vida conseguem coisas melhores que eu, mesmo tendo habilidades e conhecimentos inferiores.
    espero voltar aqui daqui alguns dias e deixar um resultado positivo desse medicamento.
    abraço a todos e vamos correr atras de controlar esse problema!!!!!
    BOA NOITE!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. esqueci de deixar meu nome e minha idade.....
      Michael Henrique, 27 anos!!!

      Excluir
    2. Boa tarde, Michael!
      O melhor é você procurar um neurologista especializado em TDAH. Acesse www.tdah.org.br e veja se em sua cidade tem um médico cadastrado.
      A Ritalina ajuda na concentração mas possui reações desagradáveis nas primeiras duas semanas, por isso o ideal é uma supervisão médica.
      Se você possui os sintomas, já pode começas a combatê-los mesmo sem médico ou remédio. Fique alerta às suas reações e sempre se corrija quando perceber que está sendo influenciado pela doença.
      Abraços
      Alexandre

      Excluir
    3. é... em Brasilia não tem especialização....
      mas vou fazer esse teste com a ritalina e ver o que acontece, estou no quarto comprimido e se for o caso a qualquer hora começo a sentir resultado.
      vlw
      te mais

      Excluir
  41. Oi, Alexandre. Comecei a tomar a Ritalina há 3 dias atrás. É um fato que consigo focar mais nas coisas, meu sono desapareceu e eu fico mais ativo. No entanto, tenho sofrido com efeitos colaterais. Hoje, ao estudar, senti uma confusão muito estranha na cabeça, parecia que durante 15 segundos eu tinha saído do meu corpo, sei lá. Foi aterrorizante. Uma pressão na cabeça e uma sudorese também. Isso é normal? Meu médico não me atendeu hoje. Aff...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Felipe, existem vários tipos de efeitos colaterais, eu tive tremor nas mãos, falta de apetite e alguma dor de cabeça. Em geral somem com duas ou três semanas. Você precisa avaliar com seu médico se os benefícios superam esses efeitos desagradáveis, que normalmente são temporários.
      Boa sorte
      Alexandre

      Excluir
  42. Há uns 5 anos estou com problemas na memoria tenho 58 anos atualmente. Procurei um neuro para saber se estava com alzheimer mas os exames nada apontaram. Passou ISKEMIL que tomei por tres meses mas a memoria não melhorou. Agora passou a RITALINA mas depois de ler a bula e os comentários do blog estou com medo!!!! não sei o que fazer....

    ResponderExcluir
  43. Oi gente, bom dia!

    Meu nome é Priscila. Sempre soube que minha cabeça não era normal. Tenho praticamente todos sintomas do TDAH e isso sempre me trouxe infinitos prejuízos... Fui na semana passada ao psiquiatra e ele me diagnosticou com TDAH. Me prescreveu dois comprimidos de ritalina por dia, um depois do café e outro apóso almoço. Mas disse que na primeira semana eu teria que tomar só um após o café. Depois da primeira semana é que eu tomaria dois. É o terceiro dia que eu tomo ritalina, e não senti nenhum efeito colateral, graças a Deus! E notei uma melhora muito boa na minha capacidade cognitiva. Estou mais paciente,mais focada, mas em paz, os pensamentos que perturbam minha cabeça parece que silenciam... Porém estou extremamente ansiosa pra que chegue a semana que vem pra eu tomar os dois, porque quando passa o efeito, o turbilhão de pensamentos voltam e me concentrar é impossível... Vou ligar para o médico pra vê se ele me autoriza a tomar logo os dois.

    ResponderExcluir
  44. Olá alguém poderia me ajudar?
    Comecei a acompanhar o seu blog, pois iniciei o tratamento para TDAH.
    Me identifiquei com muita gente aqui, desde 2004 venho tentando concluir uma faculdade, mas não paro em nenhuma vivo desistino....isso já se foram mais de 17 cursos e muito dinheiro jogado fora, assisto filme e nunca sei explicar, em pouco tempo de conversa já não estou prestando atenção no que estão me falando, quando alguem me explica alguma coisa não consigo acompanhar o raciocínio, pavor de falar em público, impossível aprender outro idioma, sem paciência para ler, até uma receita de bolo já vou para o final....posso ouvir milhares de vezes a mesma música, no final não consigo decorar....e assim vai.. Mas até então achava que euvera normal...
    No começo de 2014 procurei um psiquiatra, mas não por isso, por um desânimo total que bateu em mim, falta de interesse em tudo....comecei com prestiq de 50mg, em menos de um mês achei que estava bem e nunca mais voltei no psiquiatra....Voltei em outro, fui em outro e, outro e, outro e só sonolência durante o dia e o bendito desânimo.....nisso foram uns 5 psiquiatra...voltei pro primeiro um mês tomando prestiq 100mg...
    E desde o começo de novembro tomei Ritalina LA 10mg + Donarem 50mg a noite....
    Nos primeiros dias senti uma diferença na auto estima e na auto confiança... Facilidade de me expressar...e nos 3 primeiros dias uma concentração muito boa....mas muita proprocrastinação, essa palavra descobri aqui no blog, há uma semana passei para a Ritalina de 20mg, aí começaram os problemas, logo no primeiro dia, falta de ar, ansiedade, irritação, visão turva, não consigo me concentrar e muita procrastinação novamente....e quando passa o efeito do remédio, umas 15 horas, começa a me dar sonolência, ansiedade, um pouco de depressão....
    Tentei falar com o meu médico, mas não consegui, só tenho consulta com ele no final de Janeiro.....
    Não sei se isso tudo é normal e vai passar ou se paro de tomar......alguém já passou por isso e pode me ajudar?

    ResponderExcluir
  45. Gente pode tomar ritalina com floxetina?

    ResponderExcluir
  46. Olá, gostaria de saber se alguém usou ou conhece o neurofeedback?

    ResponderExcluir
  47. Bom dia para todos!
    Tenho 47 anos e só agora descobri q tenho TDAH.
    Já consultei vários psiquiatras e nenhum me deu o diagnóstico.
    Estudando por conta própria a respeito do TDAH me identifiquei plenamente.
    Iniciei por conta própria o tratamento com Ritalina 10mg, 2x ao dia.
    Adorei o efeito do medicamento, porém quando ia acabando o efeito me dava depressão.
    Tentei complementar com o aminoácido L-Tirosina e o efeito foi excelente.
    O efeito da Ritalina dura bem mais e vai diminuindo aos poucos, eliminando assim completamente a minha depressão.
    Fica a dica, um grande abraço a todos...

    ResponderExcluir
  48. Boa noite a todos!!! Após ler parte das histórias ... Rsrs... Tenho muita dificuldade de ler as coisas do início ao fim... Fiquei bastante satisfeita de ver que existe cura para o meu problema.... Que me acompanha desde pequena! São mil planos e projetos iniciados e poucos concluídos (um verdadeiro parto), são dias e mais dias tentando concluir a mesma página de um livro ( não consegui concluir ainda rs) mas tenho fe! Sao os eternos atrasos, a bagunça ao meu redor (carro, guarda roupa, mesa de trabalho) e aquela vontade instantânea de arrumar tudo e no meio do caminho simplesmente me cansar .... E aí.... Para concluir as tarefas iniciadas se transforma em um verdadeiro martírio.... São os lampejos de ideias brilhantes que ficam só na empolgação do momento.... São os mil trabalhos iniciados e nenhum concluído no prazo estipulado e aquela sensação de impotência, acompanhada da pergunta que não se cala nunca: o q q eu estava fazendo no momento em que eu devia estar produzindo? Tive tanto tempo para fazer ... E deixo tudo para a ultima hora... Pq????
    Pois bem... Tentei traduzir um pouquinho da inquietação da minha alma e minhas constantes frustrações....
    Fui diagnosticada a um tempo com tda. Mas como sou mestre em adiar a resolução dos problemas, acreditei piamente que conseguiria me curar sozinha... Mas infelizmente não deu certo! Me receitaram a ritalina.... Mas tenho medo de frustrar.... De acentar na frente do computador e ainda manter 300 abas abertas com várias atividades distintas sem conclusão. Tenho medo dos efeitos colaterais ou mesmo de não tratar a causa raiz... Mas de apenas mascarar o problema.

    Peço desculpas pelo desabafo ... E pergunto a vcs... Vale a pena tomar o medicamento? Ele realmente vai me ajudar?

    Grande abraço a todos!!!!

    ResponderExcluir
  49. Boa noite a todos, ando meio desesperada ha muitos anos fui diagnosticada com sídrome do Pãnico e ja tomei tudo que foi remédio o pânico esta sob controle porém minha ansiedade é desesperadora tudo que começo fazer quero terminar logo, pego um livro pulo páginas, fico desesperada em filas, até o microondas esquentando o leite em 60 seg me da aflição, aí o meu médico fez uns testes comigo e pelo menos a metade das respostas levavam a TDAH ele disse que faríamos mais esse teste com Ritalina me senti toda esperançosa, mas faz uma semana que estou tomando 2 comprimidos ao dia e não vi nada além de sentir um nó na garganta uma ansiedade maior, hoje passei ate mal na rua e voltei para casa, sinto vontade de morrer, minha vida não tem sentido mais assim, há anos com uma qualidade de vida péssima..abraço à todos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola! Remédio pra TDAH deve ser discutido com o médico pra ir acertando a dosagem e o modo de tomar. Minha mulher experimentou o Venvanse e amou. Não a deixa ansiosa mas aumenta sua produtividade significativamente. Eu não gostei.
      O maior defeito do Venvanse é o preço. Converse com seu médico, às vezes a Ritalina LA pra você é melhor.
      Não se desespere, ainda existem alternativas.
      Abraços
      Alexandre

      Excluir
    2. Alexandre, meu médico receitou o venvance

      Excluir
    3. Receitou o venvvance direto, nunca receitou a ritalina, pq será?

      Excluir
    4. Faz 1 ano que tomo, mas o preço, dói no bolso viu, a medicação me faz muito muito bem, e junto com o psicoterapia consegui evoluir bastante, mas pelos depoimentos, todos começam com a ritalina

      Excluir
  50. Ola, tenho 20 anos e sou portador de deficit de atenção sem hiperatividade, comecei a tomar a Ritalina ha 4 semanas, no primeiro dia, tomei um comprimido de manha e de tarde. De manha, senti uma forte euforia, me senti mais alegre na primeira 1:30, depois senti desanimo, e fique com uma ansiedade muito forte na qual nao conseguia ficar parado.
    A respeito da concentração na leitura, melhorou muito, mas quando começo a ler minha vista fica meio embaçada, e alguns assuntos meus pensamentos se desviam do que estou lendo mas retomo rapidamente, coisa que nao acontecia quando nao tomava ritalina.
    Gostaria de saber se é comum esses sintomas, ou algum se sente dessa forma, e quais técnicas utilizam ?

    ResponderExcluir
  51. Então, estou a três anos estudando para passar no vestibular de medicina, e neste ano fui diagnosticada com ansiedade extrema, é como um pânico mais leve, então tomo Venlaxi ( mas pausei durante essas festas de final de ano, por conta da bebida) entãooo recentemente fiz aquele exame P300 e o laudo foi de também dificuldade de concentração, logo me receitou Ritalina 10 mg duas vezes ao dia, e cara eu to muito ansiosa, muito eletrica, não ta ajudando, queria saber se alguém passou pelo mesmo, porque to pensando em voltar a tomar o velanxin pra ver se os dois juntos ajuda.

    ResponderExcluir
  52. Esqueci de dizer meu nome é Adriana... Agradeço. Obg

    ResponderExcluir
  53. Esqueci de dizer meu nome é Adriana... Agradeço. Obg

    ResponderExcluir
  54. Boa tarde. Tenho TDAH porém meu médico nao me indicou ritalina. Falou que nao era necessário, que eu deveria criar hábitos. Vou mudar de médico, e tentar tomar ritalina, pois mudar de hábito é bem complicado em algumas vezes.

    ResponderExcluir
  55. Eu iniciei meu tratamento com ritalina a 4 dias sendo q o médico me receitou tomar um cp de 40 mg de rita la. No primeiro dia ate dor de barriga me deu, além demuita euforia, batimento cardíaco acelerado, senti minha pressão lá no auto e me deu febre. Estou no 4 comprimido e contínuo sentindo as msms coisas soq mais de leve( a palpitação e febre são constantes e meu médico marcou outra consulta daki 1 mês. Estou querendo parar, alguém sentiu isso no começo, é normal e passa depois? Queria opinião dos efeitos colaterais pq aki no blog vejo só elogios a respeito dela e ninguém menciona os efeitos colaterais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 40mg é muito! O ideal é tomar uma de 10mg de manhã e umas 5 horas depois outras 10mg e pronto!

      Excluir
  56. Olá tenho um filho de Dez anos que toma o Ritalina a um ano e não vejo melhora no desenvolvimento escolar ainda não é alfabetizado não sabe nada ele ainda toma o Imipramina fico desesperada com a situação pq a escola me crítica e estão sem paciência com ele...

    ResponderExcluir
  57. Legal achar seu blog. Engraçado é que tenho outro blog, sobre um assunto totalmente diferente, mas que tem ajudado milhares de pessoas, como o seu. Muito bom ter um diagnóstico, achei que estava com inicio de halzeimer (se bem que ainda estou fazendo os exames fisiologicos). E ver tudo completamente bagunçado agora faz sentido(kkkk). Mas qual a experiencia com coaching? vale mesmo a pena? porque não uso alopatia, e estou mais para o lado da terapia(que ja agendei um horario) e atividades como palavras cruzadas, e coisas do genero(obvio que não me animei a comprar nada disso). visto que não tenho muitos recursos para manter tantos profissionais com minhas doenças, e a Unimed não paga...queria a melhor alternativa para investir numa coisa mais certa.
    Parabéns pela sua iniciativa! sei bem como é manter e alimentar um Blog deste tipo depois de um certo numero de leitores avidos por informações...aguardarei sua resposta dentro do seu prazo. Obrigada e sucesso a todos os colegas de TDAH

    ResponderExcluir
  58. Tive uma melhora muito grande com uso de Ritalina estou mais concentrado faço coisas que antes nem sonhava em fazer. Ae vem PERGUNTA QUANDO EU PARAR DE TOMAR O QUE VAI ACONTECER?

    SERA QUE TENHO QUE CRIAR HABITOS PARA SUPRIR A FALTA DO REMEDIO?

    ResponderExcluir
  59. Boa tarde !

    Meu nome é Rodrigo e ha dois anos e meio depois de passar poe uma crise de ansiedade generalizada que me fez perder meu emprego e trancar a faculdade, fui diagnosticado com Tdah e transtorno de ansiedade generalizado.

    Faço tratamento ha dois anos com a ritalina junto com ansiolítico e posso afirmar que a minha vida acadêmica e profissional mudou 70%.

    Hoje tomo 5 comprimidos, 3 pela manha ( horario da faculdade) e dois a tarde ( horario de trabalho) .

    Eu sempre li e leio sobre o transtorno participo de grupos mas nunca comentei ou conversei com alguém que tenha tdah. Mas de um tempo pra ca senti essa necessidade, pois mesmo tento melhorado muito, as pessoas ainda cobram multo de mim e todos que eu tenho um relacionamento mais intimo, tentam me mordar em alguém que eu nao sou, por isso quero conhecer pessoas que passam pelas mesma coisa que eu, pois ultimamente ando me sentindo muito sozinho, apesar de ter uma familia incrível e amigos.

    ResponderExcluir
  60. Tenho 52 anos, sempre ouvi falar sobre deficit de atenção e sempre desconfiei muito que esse fosse meu problema, mas sempre achava que fosse cisma minha, que era meu jeito de ser, que era simplesmente uma particularidade minha ou uma característica, e assim foi. Até que hoje me peguei numa situação que me chamou atenção e percebi que estava sendo intolerante, mas resolvi ficar centrado e me tocar que o problema poderia ser meu e pensei não é possível eu devo ter deficit de atenção mesmo, talvez esse seja meu problema é deva procurar ajuda. Então resolvi buscar informações e logo de cara achei esse Blogger e comecei a ler os 12 sintomas citados, e então percebi que eles descreviam exatamente a pessoa que eu sou, me senti em 95% das situações citadas. Me assustei um pouco, mas ao mesmo tempo enxerguei uma luz para meus problemas. Não iria conseguir dormir se não postasse meu comentário. Mas agora me resta saber, onde procurar ajuda adequada, uma vez que não possuo a menor condição financeira para um tratamento. Espero que possam me dar dicas, pois cheguei aos 52 anos e sempre sofri muito com isso e quero enfim poder me tratar e acabar com esse tormento, pois pea mim isso se tornou uma tortura. Agradeço atenção. Deus abençoe

    ResponderExcluir
  61. Olá Ricardo, boa tarde!

    No site da abda voce vai encontrar profissionais em seu estado que podem ter ajudar.

    http://www.tdah.org.br/

    ResponderExcluir
  62. Meu filho toma ritalina mais nao vejo efeitos nele ainda teve convulsão 2 vezes no msm dia será ke foi ritalina

    ResponderExcluir
  63. Sou mãe de um portador, que não reconhece o problema, perdeu namorada, emprego(concursado),o quarto e a vida total bagunça. Me sinto culpada por não ter percebido antes, mas os médicos nunca deram o diagnóstico certo, diziam que a personalidade dele é que era inquieta. Os problemas tornaram -se latentes na faculdade e no primeiro emprego e só complicaram mais. Ele não fala comigo,mas está tentando se acertar, mas se não aceita o problema, qual a chance? Eme Pires.

    ResponderExcluir
  64. Olá, tenho 19 anos, comecei a tomar ritalina esse anos esse mês na verdade mas é a de 5mg apenas pra poder me concentrar melhor mesmo pra estudar, mas eu não tô conseguindo focar no que eu quero, eu me concentro muito, mas não no que é pra me concentrar, por exemplo agora era pra eu estar estudando pra uma prova de direito que vai ser daqui a pouco, mas da hora que eu tomei até agora, eu já ouvi musica, conversei com uma colegas no zap e pesquisei muito sobre a ritalina, de fato com uma atenção muito grande, mas na hora de estudar pra prova a concentração vai embora. Eu esperava que eu fosse conseguir concentrar pra prova. Mas não consigo.
    Estou me sentindo inútil.
    Não sei se isso é efeito dela, ou se é o que de fato eu sou.
    Mas ela não tá funcionando direito.
    Pelo menos acho que nao.

    ResponderExcluir