domingo, 31 de julho de 2011

SAIA DO ARMÁRIO, SEU TDAH ENRUSTIDO!



Quando nos expomos para o mundo inteiro estamos sujeitos a elogios e críticas.
Até agora esse blog tinha sido alvo de elogios e agradecimentos que me fizeram muito bem, e me deram um sentimento de haver ajudado muita gente com meu  blog.
Essa semana recebi a primeira crítica. Alguém que se escondeu sob o anonimato chamou meus sintomas de preguiça, acusou-me de propagandista de ritalina e mandou que eu tomasse cuidado com o blog.
Confesso que minha primeira reação foi de perplexidade, achei o comentário ridículo, típico de quem não tem o menor conhecimento do que está falando.
Depois fiquei pensando sobre esse comentário, mais sobre a motivação do que sobre o conteúdo. O que leva uma pessoa a tentar desqualificar o sentimento de outra? E nesse caso não é apenas o sentimento, é tentar desqualificar uma doença que nos atormenta, é taxar-nos de idiotas. A troco de quê? Com qual objetivo?
Sinceramente, me parece mais um portador de TDAH que não consegue se tratar, que não consegue evoluir e tenta fazer com que todos se sintam como ele: incapazes, frustrados, paralisados.
Comportamento bem típico de TDAH, se sabota e tenta manipular a todos os que o cercam para que compartilhem de sua opinião e sua vontade. Sua vontade não, a de seus sabotadores a de seus comportamentos auto destrutivos.
Senhor(a) anônimo, eu e milhares de outras pessoas sofremos e lutamos contra o TDAH que assola nossas vidas; nos tratamos e, aos poucos, vamos melhorando e reconstruindo as nossas vidas. Em lugar de me criticar ( e por tabela a todos os que creem e lutam contra o TDAH), junte -se a nós, enfrente seu TDAH com a coragem que todos nós temos, com certeza sua vida irá melhorar e você poderá parar de instilar seu veneno contra os outros.