domingo, 7 de agosto de 2011

OBRIGADO TDAH!



Quero agradecer ao TDAH!
Muito obrigado! Graças a você tive e tenho uma vida intensa; uma vida de grandes conquistas; mas também de grandes derrotas que forjaram minha personalidade.
Obrigado, TDAH, conviver com você me deu a força para reerguer-me várias vezes ao longo de minha caminhada, inclusive quando descobri que era portador. Graças ao convívio com você, TDAH, aprendi que devemos enfrentar a vida de cabeça erguida, descobri uma força interior que eu desconhecia, descobri uma capacidade de adaptação às vicissitudes que se apresentaram em minha jornada.
Obrigado, TDAH! Vivi amores intensos; amei e fui amado, senti grandes prazeres e grandes dores. Grande parte dessas paixões foram fruto do TDAH, graças a ele e à sua convivência, jamais me satisfiz ao amor morno e à vida pachorrenta típica dos relacionamentos estáveis.
Doeu muito, esse tal de TDAH. Quantas dores e decepções me causou, mas essas dores me fizeram mais forte. Eu sou quem sou, também, por causa do TDAH.
Esse TDAH está me levando a lugares e situações que nunca imaginei. Graças a ele, conheci pessoas sensacionais como Lucia Fiel e a Dra. Valéria Modesto; graças a ele - e junto com elas - participei de uma palestra da Dra. Valéria no colégio Anglo de Viçosa, MG. Graças ao TDAH dei uma longa e emocionada entrevista à Rede Brasil de televisão num excepcional programa sobre TDAH elaborado por aquela emissora de TV.
O TDAH me proporcionou escrever esse blog, esse blog que é um espelho da minha vida, onde consigo enxergar com nitidez meus comportamentos, um espaço que se tornou referência para mim e para tanta gente que postou comentários de incentivo, de solidariedade, de críticas e de desabafo.
Graças ao TDAH e a cada um de vocês que acessaram este blog, hoje, dia 07 de agosto atingimos DEZ MIL ACESSOS. É muito acesso. Centenas de pessoas de -pasmem - quatorze países acessaram esse blog. Se não fosse o TDAH, jamais eu teria um blog com tantos acessos.
Nunca imaginei ser lido por pessoas de 14 países, lugares como China, Rússia, Finlândia, Indonésia; países distantes cujos acessos que me enchem de orgulho e satisfação.
Não posso renegar algo que faz parte da minha vida e da minha personalidade.
Hoje, dia em que 'comemoro' dez mil acessos a esse blog, só tenho a agradecer ao TDAH, transtorno que me proporcionou uma virada espetacular em minha vida; que fez de mim quem sou e que hoje, aprendi a usá-lo a meu favor, a fazer dele uma forma de melhorar a minha vida e a de tantas pessoas que leem meus posts.
Aproveitem o seu TDAH, sem ele você teria deixado de viver muitas emoções. Ele é um mau, um transtorno, uma doença, mas não podemos nos entregar a ele sem luta.Use-o a seu favor, erga-se e enfrente-o; você pode, todos nós podemos.
Ao infinito e além!
Graças a vocês que foram responsáveis pelos 10.000 acessos a esse blog, e também são responsáveis por ajudarem na reconstrução da minha vida.
Muito obrigado!