quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

A VINÇANÇA DO TDAH OU, BEM FEITO IDIOTA!


Ontem tive um típico comportamento TDAH.
Procrastinei e troquei o trabalho por um prazer momentâneo.
Estou fazendo a mudança de um depósito que tenho. Vai me proporcionar economia de dinheiro e de tempo.  Facilitará minha vida. Levei dois meses decidindo, pagando aluguel do novo imóvel. E ainda não sei se estou absolutamente certo do que estou fazendo.kkkkkkkkkk
Normal.
Ontem tomei outra decisão. Surpreendente, né? Viva a Ritali(na) minha nova amiga.
Paguei a mensalidade atrasada da internet e resolvi comprar um modem desbloqueado e cancelar a vivo.
Praticamente pelo valor da mensalidade da vivo, comprei um modem da tim. Legal para caramba, um tal de Ducati Corse, em forma de um carro da Ducati. TDAH com brinquedo novo? Só deu internet.
Claro, primeiro apanhei para instalar o modem. Li o manual de instruções, mas li sem prestar atenção. Coisa simples, auto instalação. Levei uma hora até perceber que o que eu procurava estava no manual. Passei por cima várias vezes.

Bem, o modem é ótimo! Muito melhor que o da vivo.
Mas não fui organizar o novo imóvel como deveria. Resultado? Levei ferro!
Hoje, a transportadora chegou lá com um horror de coisas e eu não tinha espaço suficiente e organizado para colocá-las. Trabalhei hoje como um condenado às galés, ficou uma zona e eu vou levar uma semana de trabalhos forçados para arrumar tudo.
Bem feito, idiota!
A diferença de ontem para todas as outras vezes que fiz isto nos últimos 50 anos, foi que eu sabia o que estava fazendo. Sabia que procrastinava, que troquei o dever pelo lazer, sabia das consequências. Só não sabia o tamanho delas. Até ontem estava tudo arrumadinho, um primor. Hoje tá um caos.
Bem feito, idiota!
Hoje comecei a trabalhar às 7:30 e terminei às 19:30. E ficou uma porcaria. Uma bagunça. Não deu tempo de me preparar.
Bem feito, idiota!
O conhecimento tem essa grande vantagem, você sabe o que está fazendo e sabe que os resultados obtidos são de sua exclusiva responsabilidade. Fui um TDAH consciente, não posso reclamar se ele se vingou em forma de condenação à trabalhos forçados.
Bem feito, idiota!