terça-feira, 31 de dezembro de 2013

FELIZ ANO NOVO, TDAH!






Feliz Ano Novo!
Desejo que em 2014 você se aceite!
Que você se perdoe!
Que você se trate!
Desejo, sinceramente, que no ano novo você abrace o novo. E que esse novo seja você mesmo!
Deixe de se criticar; deixe de se diminuir; deixe de se desvalorizar.
Abrace com carinho e admiração esse ser humano que a tantos anos luta para ser respeitado; abrace esse ser humano valente e destemido que se reergueu um sem número de vezes, mesmo quando a queda parecia definitiva.
Deseje a essa pessoa que você acaba de descobrir, que ela enfim reconheça seu próprio valor e não se sinta mais inferiorizada.
Abrace essa nova pessoa e descubra o quão sensível, carinhosa e legal ela pode ser. Basta que você a enxergue.
Desejo que você procrastine suas dores, que você seja impulsivamente feliz, e que você esqueça -completamente -  tudo aquilo que te fez triste e inseguro.
Mas não vamos nos esquecer de 2013; deixe para o ano velho, como presente, todos os seus medos. Mesmo aqueles mais profundos e arraigados; ou os mais infantis.; deixe-os todos. O ano novo não merece que você carregue todos aqueles sentimentos que te pesaram o coração e ataram seus passos.Não! Deixe-os para o ano velho!
Mas para que o ano novo comece, realmente novo, é preciso que você se descubra; que você se trate; que você policie; que você se ame mais; muito mais.
Feliz Ano Novo, TDAH!
Ah, por favor, deseje o mesmo para mim.
Vou precisar muito...

47 comentários:

  1. Feliz ano novo amigo, obrigada por compartilhar suas experiências..Andrea...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alexandre, pra você o melhor sempre, tudo de brilhante e colorido. Maria Bonita

      Excluir
    2. Obrigado, amigos! Tudo de brilhante pra todos nós!
      Abraços
      Alexandre

      Excluir
  2. Alexandre.

    Não te conheço pessoalmente, mas saiba que você é o meu melhor amigo, pois você é a única pessoa com quem posso debater os meus mais íntimos sentimentos com a certeza de que estarei sendo, realmente, entendido (obviamente, tudo dentro da minha cabeça).

    Os seus posts e os comentários que a ele sempre se seguem, com os depoimentos de vida daqueles que aprendi a chamar de “meus iguais”, me permitiram fazer um auto conhecimento que jamais poderia imaginar ser possível.

    Através deles, tive a coragem hercúlea de entrar naquilo que a Maria Bonita chamou uma vez de “porão da alma”, parte escura da nossa mente, aonde tentamos esconder todas as grandes M... que fizemos, todos aqueles atos que nos causaram grande sofrimento e, pior, prejuízos, decepções, frustrações e sofrimento às pessoas que amamos e que, jamais, mereceriam passar por situações que nós causamos a troco de .... nada.

    Meu pai, minha mãe, meus irmãos, minha esposa, meus amigos, clientes e ..., claro, eu mesmo. Quanta coisa ruim fiz para todos eles sem qualquer justificativa racional. (impulso, procrastinação, letargia, baixa auto estima).

    No meu caso, com o apoio do seu Blog (posts + testemunhos), consegui revisitar tudo na minha vida.

    Minha infância, enjaulado numa casa toda gradeada por minha causa, pois o “capeta em pessoa” não podia sair e que, de lá de dentro, ficava gritando a todos passavam para que me saltassem, pois eu “prometia que não ia quebrar nada não”;

    Minha adolescência, toda marcada por atos e atitudes de um "irresponsável", "incompetente", "burro", principalmente se comparado a um irmão que, "gênio", desde os três anos de idade, já sabia declamar todos os estados e suas respectivas capitais;

    A fase adulta, já com as comorbidades inerentes ao TDAH, tiques, auto estima destruída, etc..

    Revisitei, e até hoje revisito, todas estas fases.

    O sofrimento é grande... o porão era mais largo e mais profundo do que imaginava (sempre é)... as lágrimas foram muitas. Mas, sempre apoiado no seu blog, tive a coragem de fazê-lo, pois me sentia apoiado na consciência de que a tudo tinha uma explicação: a doença do TDAH.

    A sensação posterior foi de um alívio fenomenal. Não mudou o fato de que me prejudiquei muito e a outros. Assumo toda as responsabilidades dos meus atos. Mas me perdoei, e, para os mais próximos, pedi perdão.

    O auto perdão, aliado à medicação, não me curaram, pois sabemos que não há cura, mas me tornaram uma pessoa muito melhor, mais estruturada, mais segura, mais ... feliz.

    Então, Alexandre, sintetizando um milhão de fatos e sentimentos, e pedindo desculpa pelo tamanho do texto, encerro dizendo a você e aos meus iguais, muito, muito, muito, muito, muito, muito, muito, muito, muito, muito, muito, obrigado mesmo pela existência de vocês, vocês foram, são e continuarão sendo muito importantes na minha vida, vocês são os meus companheiros, vocês é que sempre me dão força para me reerguer, à cada nova recaída, e desejo-lhes, multiplicado ao infinito, tudo o que o Alexandre nos desejou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já te escrevo amigo Walter Maria Bonita

      Excluir
    2. Amigo Walter Nascimento, voce nem imagina o tanto que fiquei feliz e orgulhosa de vc ao ler seu texto...é maravilhoso o que o perdão é capaz de fazer em nossas vidas...é realmente uma libertãção porque se a gente não perdoa e não se perdoa, a gente fica preso eternamente a ancora que se chama passado...que nunca deixa o navio flutuar...também estive ausente poois tambem estava no fundo do poço, uma depressão brutal, mas ca vou catando os pedaços, juntando os cacos e continuando mais uma vez, e ler seu post meu deu mais animo ainda...bom demais, e feliz vida pra voce, sua familia toda e pro Alexandre e para todos desse blog fantastico que eu tambem adoro....bjbjbjbjbjbjb MARIA BONITA

      Excluir
    3. logo a noite escrevo o resto kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    4. Walter Nascimento, continuando...bem, outra coisa que eu entendi, compreendi, assimilei e aceitei com todo meu coração foi que as pessoas, PRINCIPALMENTE nossos familiares NÃO SABIAM QUE A GENTE ERA DOENTE, então, eles agiam dessa forma pois pensavam que estavam agindo da melhor maneira possivel e imaginavel em nossa boa educação...e não adianta agora a gente querer dizer isso pra eles, pois eles talvez nem entendam, nem acreditem, nem queiram entender, mas gostam e querem nos ver bem e ficam felizes de nos ver felizes e isso é o que interessa...no meu caso, eu acredito que sou o que sou hoje porque eles não desistiram de mim...mesmo me massacrando com comentarios, criticas, etc etc etc, fazendo com que eu me sentisse a pior pessoa do mundo, foi justamente isso que me fez lutar e hoje nós sermos quem somos...ELES NAO DESISTIRAM DE NOS Maria Bonita

      Excluir
    5. ah, Walter, ia me esquecendo kkkkkkkkkkkkkkkkk, escrevi um diario com tudo o que eu me lembro e tudo o que as pessoas me contaram quando eu descobri a doença...escrevi TUDOOOOOOOOO, e no final, a gente ve que tem uma bela historia de vida, a nossa historia de lutas e muitos fracassos, mais fracassos que vitorias, mas uma bela historia simmmmmmmmmmm Maria Bonita

      Excluir
    6. Maria Bonita, que saudade de conversar com você. Me aguarde, tome o remédinho, pois o meu impulso de lhe contar as coisas não passar, vou escrever 1000 páginas.

      Excluir
    7. Maravilhoso! Leu o que escrevi pra vc??? Walter Nascimento Maria Bonita

      Excluir
    8. Maria Bonita!!!!!!! Que saudades de você!!

      O Alexandre coloca aí em cima uma frase de Guimarães Rosa que sintetiza bem o meu/nosso “sumiço” deste blog: “Todo caminho da gente é resvaloso. Mas,também, cair não prejudica demais - a gente levanta, a gente sobe, a gente volta.”

      Pois é, dei uma “caída”, mas não prejudicou demais não, a consequência foi só uma depressãozinha leve, mas já levantei ... já voltei, já estou pronto cada dia mais para azucrinar vocês, em especial o Alexandre.

      O certo é que, neste período, senti uma verdadeira saudade de todos vocês do blog, mas, que os meus demais iguais não saibam, senti uma saudade especial de nossas conversas, pois você sempre passava pelos meus pensamentos.

      E o seu porrãozinho, como anda? Já iluminou ele?

      Quanto à sua resposta ao meu comentário, concordo INTEGRALMENTE com ele. De fato, PERDOAR os outros foi tão importante quanto ME PEDOAR. Familiares, amigos, colegas, não sabiam, e até hoje não sabem, lidar coma doença do TDAH. Hoje, a diferença é que, quando eles fazem uma daquelas brincadeiras sobre mim, se eu achar desqualificante, e quase sempre são, eu gentilmente interpelo na hora, e me imponho, exigindo mais respeito.

      Mas, é inegável, é uma verdade absoluta que somente cheguei aonde estou, com família, trabalho e amizades estruturadas, PORQUE MINHA FAMÍLIA, ESPOSA E ALGUNS (poucos) AMIGOS NÃO DESISTIRAM DE MIM, daí que devo muito a eles, pois ficaram comigo, a despeito de tudo, sem entender o porque das coisas que eu fazia.

      Devo muito a eles.

      No mais, grande e carinhoso (e respeitoso, claro) beijo no seu coração e de sua família. Força e paz.

      P.S.: Pago UM TRILHÃO DE EUROS para ler o seu diário kkkkkkk

      Excluir
    9. Vixi kkkkkkkkkkkkkkkkk ler meu diário de sangue suor lágrimas e sorrisos bao demais. Deus abençoe muito vc e sua família...a luta vai continuar mas agora é diferente. Bjk no coração a todos

      Excluir
    10. Amigos e irmãos Walter e Maria Bonita, obrigado por esse diálogo delicioso aqui no blog. Amo vocês e seus comentários; aprendo sempre sobre mim neles.
      Abraços carinhosos e emocionados.
      Obrigado por não desistirem de mim.
      Alexandre

      Excluir
  3. Emocionante....lliinddo...orgulho de ter vc! Te amo..

    ResponderExcluir
  4. Boa noite Alexandre, não tenho nenhuma razão, a não ser a sinceridade, para te dizer que devo minha vida a você e aos seu trabalho. Fui o cara mais inquieto e mais estimulado para correr atrás de soluções mágicas ( fossem elas através de medicamentos, diferentes médicos, e quase uma centena de exames) para encontrar a cura para meu TDAH. Ao me deparar com becos e mais becos sem saída, divesos foram os momentos em que pensei em desistir da vida: Não sentia mais esperança dentro de mim, e um homem sem esperança não encontra razão e nem sentido em estar vivo, mas todas as vezes, quando a lodosa e imunda água da impulsividade ameaçava me engolir, eu corria acessar seu blog e independente do post que fosse, mais novo ou antigo, sempre encontrava a identificação, a esperança e o fascínio ao ler palavras de alguém tão igual a mim, e isso me entretinha a tal ponto, que quando eu percebia, o horror do impulso havia passado. Chego ao final desse ano ciente que o melhor medicamento para meu TDAH se chama SEGURANÇA, e isso só consegui ao ter essa rede de apoio que você aqui criou. Nnenhum psiquiatra ou trabalho de coaching foi mais eficaz para mim que suas palavras. Muito obrigado por eu continuar aqui meu irmão e que nesse novo ano que se aproxima, sua força e capacidade de resiliência sejam ainda maiores para que você possa dar conta não só de mim, mas de todos seus outros seguidores que tanto de você precisam. Abraço afetuoso, Diego Bueno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maravilhoso Diego, nós vamos nos procurando, encontrando e nos curando juntos. Deus te abençoe.

      Excluir
    2. Boa tarde Maria Bonita, um feliz ano novo para você! Quando leio os posts do Alexandre, sempre leio também os comentários, e os seus são ótimos, me sinto como um amigo seu também pela identificação. Acho que ( longe de fazer o coitado) somo tão carentes em tantos aspectos Maria Bonita, a começar por nossa família, em que poucos são os que entendem o que temos, passando pelos profissionais que diversas vezes já me senti cobaia deles e percebi que sabia mais sobre TDAH do que os próprios, e por fim com nós mesmos, com as nossas limitações, medos, inseguranças e a sensação constante de insatisfação e impulsvidade sempre a um passo atrás de nós, que aqui no blog muitas são as vezes em que acabamos nos encontrando, nos entendendo e nos sentindo menos solitários através dos relatos e das experiências das outras pessoas. Seguramente, como eu disse ao Alexandre, ele criou uma rede de apoio para nós. Abraço afetuoso, que nosso Senhor a abençoe, ilumine e proteja a cada momento desse novo ano. Diego.

      Excluir
    3. É isso aí, Diego. Concordo com tudo, especialmente quanto aos médicos, psicólogos, Etc., pois hoje leio muito sobre o TDAH, inclusive as pesquisas médicas, envolvendo não só os sintomas, diagnósticos, tratamentos, etc., daí que quando vou a um consultório sempre acho que já sei muito mais que eles.

      Este hoje é o meu problema, pois não consigo um profissional para tirar as dúvidas.

      Mas é isto aí, bola pra frente.

      Excluir
  5. Respostas
    1. Oi Suia, que bom que gostou! Obrigado!
      Abraços
      Alexandre

      Excluir
  6. Feliz ano novo amigo Alexandre. Seu texto foi de uma sensibilidade ímpar e tocou minha alma...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Aninha!
      Tudo de bom pra você!
      Abração
      Alexandre

      Excluir
  7. Guilherme Kobashikawa1 de janeiro de 2014 22:18

    Desejo a todos um 2014 cheio de realizações e felicidades. Forte abraço.

    ResponderExcluir
  8. Meu caro "amigo" que fica postando esses vídeos mais manjados e ultrapassados, faz o seguinte: Do mesmo modo que nós tomamos Ritalina para melhorar a nossa saúde e sermos mais produtivos com o nosso tempo, tome você um Viagra, que ele com certeza vai te ajudar no seu problema de disfunção erétil e com isso, você irá aproveitar melhor o seu tempo livre do que ficar postando vídeos tontos em blogs alheios. Diego.

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde Alexandre, tudo bem com você? Só tenho um desejo para 2014, e ele é relacionado ao TDAH: Conseguir a impossibilidade de estabilizar o meu humor e consequentemente a minha vida ( nenhuma relação com medicamentos estabilizadores de humor, como Depakote e cia, que para nós de nada valem). Pois ao contrário de um Bipolar, por exemplo, que fica satisfeito ao se ver estabilizado, sem fazer estragos maníacos ou sofrer de dores depressivas medonhas, nós que temos TDAH quando conseguimos nos estabilizar, não suportamos a estabilidade, pois ela é sinônimo de tédio, de sufocamento, uma verdadeira fonte de aflição para nós que somos eternos insatisfeitos e inquietos. Já tive num determinado momento da minha vida Alexandre tudo o que um homem "normal" gostaria de ter: Um emprego muito bom, um relacionamento amoroso com o ser humano mais incrível desse mundo, tinha a nossa casa do jeito que queriamos e amava essa pessoa, mas quem disse que isso tudo era o suficiente para combater, controlar, manter baixa essa sensação de inquietude interior, essa sensação de insatisfação crônica, essa angústia vazia, essa minha corrida interior que nunca pára, que não me dá sossego, sempre em busca de algo que irá me satisfazer, preencher ou aplacar a urgência de uma busca que no fundo de meu ser, sei que nunca irá ser aplacada. Abraço afetuoso. Diego.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo Diego, acho que essa insatisfação ainda vai virar um post. Mais um inspirado em seus comentários.
      Torço por você, abração, amigo!
      Alexandre

      Excluir
  10. Sendo tda,como viver com a sensação de ver o mundo evoluir, e ao mesmo tempo,sendo apenas um observador?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ithalo!
      Já fiz um post sobre isso, sobre essa sensação de apenas ver um filme da vida.
      Faz parte do nosso pacote, amigo, e só tratando-nos é que a combatemos.
      Abraços
      alexandre

      Excluir
  11. Alexandre, tudo em dobro pra vc! Que os desafios sejam inspiração. E que o ano novo seja de alegria e amor, mas tudo de forma consciente da felicidade. Continuo seguindo feliz em ler tanta gente em que reconheço meus pedaços.
    Lay

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo bonito comentário, Lay!
      O mais importante de tudo é que você continua por aqui.
      Obrigado!
      Alexandre

      Excluir
  12. Vocês que tem mais experiencia que eu, e sabem mais sobre o assunto de TDAH: Existe TDAH em cães? Dei uma pesquisada e encontrei muitas coisas a respeito, não sei se é verdade.

    - http://www.agendapet.com.br/2013/03/caes-hiperativos-saiba-diferencia-los-de-caes-agitados-tratamentos-e-informacoes-importantes.html
    - http://www.writers-centre.org/criancas-e-caes-com-tdah.html

    Inclusive ja ouvi dizer que há tratamento com ritalina para cães também. Será que procede? pergunto pois se for verdade é surpreendente tudo isso, pois antes pensei que só tdah fosse exclusividade da nossa espécie. Se ocorre em cães provavelmente ocorre em outros primatas e em outros animais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Era só o que me faltava... discutir TDAH em cães!

      Nós nos matamos para defender a existência do TDAH em gente, imagine ter que entrar nesta discussão de TDAH em primatas.

      Aí é que o maluco que fica postando neste blog vai ter um orgasmo. Deixa queto.

      Excluir
    2. kkkk, muito obrigado Walter. Estava meio caído aqui, mas a sua resposta, com a cereja do bolo "vai ter um orgasmo", me fez cair numa risada tão grande que até reanimei para continuar com as atividades da tarde. Valeu mesmo! O que seria de mim sem esse blog, rs.

      Excluir
    3. Qual problema disso? se provarem que existe tdah em animais e outras especies, ficara claro que é comum. o que vai inclusive reforçar que o tdah em humanos é real e não uma mera invenção. Qual o problema de discutir isso?dei uma pesquisada em sites em ingles, e há ampla discussão sobre isso.

      Excluir
    4. Adorei os comentários, o do Walter é divertidíssimo, mas nunca ouvi falar sobre TDAH em animais. HIPERATIVIDADE existe! Minha filha ganhou uma cadela Labrador que, com certeza é hiperativa! destruiu minha casa.
      Já pensei em dar meia ritalina pra ela. kkkkkkkkk
      Abraços
      Alexandre

      Excluir
  13. Ok. Todo mundo já se confraternizou, felicitações pra lá, felicitações pra cá, beijinho mil, todo mundo se ama, etc........

    Mas, ... cadê o Alexandre?

    Foram 09 potagens em dezembro e, já estamos chegando no meio do mês de dezembro, e nada do nosso guru, nem post nem comentários..

    ô Mosquito elétrico, travou? tá no adiamento crônico? foi abduzido? está com "dificuldades executivas" no trabalho? tá com preguiça de seus iguais?

    Faz isso não, abro seu blog para saber até como vou me vestir e não lhe encontro?

    SE você demorar muito, como castigo, vou contratar você para fazer uma conferência em todo os livros do estoque das Casas Bahia, e sem você tomar o remedinho.

    Quem souber, ou, o que é melhor, imaginar aonde Alexandre está, por favor dê a dica.

    Enquanto isto, vamos ficar por aqui, sem rumo, esculhambando o blog dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza tá em Jurerê, tomando um solzinho, comendo uma perninha de siri, só relaxando....
      Acho que só volta no carnaval. rsrsrsrs

      Excluir
    2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Wlater, você é impagável!!!!
      Infelizmente eu não estava em Jurerê!
      Uma aridez mental, amigo, sem nenhuma inspiração...
      Mas hoje botei um despretensioso post.
      Graças também ao seu cutucão! kkkk
      Obrigado amigo!
      Abração
      Alexandre

      Excluir
  14. Quase todo dia dou uma rasante por esses lado! Como estão meus colegas Ddas!? tudo bein?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Guilherme?
      Aqui tudo ótimo!
      Abração
      Alexandre

      Excluir
  15. O TDAH realmente existe? o medicamento faz bem pra saúde? qro saber pois vi esse video:

    http://www.youtube.com/watch?v=0uTnUZoYAjY

    http://www.youtube.com/watch?v=4IlRJV87VF0

    http://www.youtube.com/watch?v=3FDlCRBNEnk

    http://www.youtube.com/watch?v=I45B8eDGaM0

    http://www.youtube.com/watch?v=4zbe21_ycgo

    http://www.youtube.com/watch?v=LW-GmfSbvtI

    E me veio uma preocupação quanto a se vale a pena ou nao tomar o medicamento. A médica Maria Aparecida Affonso Moyses diz a verdade (assistam o video, leva 1 hora mais ou menos, e tb tive dificuldade, odeio videos longos, levei umas duas horas para assistir)?

    Quem souber me fale, pois vejo depoimentos de um lado falando que o medicamento mudou a vida de quem tem TDAH e o deixou realizar todo seu potencial.E do outro vejo a midia e medicas falando que o remédio é veneno. Não sei em quem confiar, me ajudem!

    ResponderExcluir
  16. KSM-66
    R$ 94,00

    Você sabia que KSM-66 é 100% natural, sendo um potente estimulante que ajuda a manter os níveis saudáveis de testosterona, estimulando, assim, o desempenho sexual em homens e mulheres!

    Código: 5010299

    Para maiores informações sobre este produto, acesse:
    http://www.anaterrashop.com/ksm-66-337-5mg.html

    ResponderExcluir