domingo, 13 de março de 2011

COMO SE MUDA UMA VIDA?



Muda-se.
E pronto.
Mas, e o passado?
Morreu.
Morreu como? 
Sou minhas experiências, minha história.
Mas acabou, passou.
Histórias se constroem dia a dia,
fruto das atitudes do presente.
O amanhã começa a ser construído hoje.
Mas quem o constrói foi forjado no passado.
Suas conquistas, derrotas, vivências.
Isso não se apaga.
Mas ficaram para trás.
Não podem mais influenciar as atitudes presentes.
O passado, passou.

Sua importância ficou no passado.
Hoje, o que conta é a vontade e a decisão da mudança.
Alguém disse que precisamos conhecer a história
para se construir o futuro.
Conhecer, não depender.
Não se prender.
A história é o relato do passado,
não o passado.
Os sentimentos do passado acabaram.
Ficaram no passado.
Mas o futuro não pode ser pior do que o presente?
Não se prenda ao medo.
O medo paralisa.
A decisão de mudança partiu da insatisfação.
Nada pior do que o conformismo.
Jamais conforme-se.
Mas posso errar...
Mas tentou.
Concluir mais tarde que omitiu-se é pior que errar tentando.
Mude.
E não olhe para trás.