quinta-feira, 17 de março de 2011

O TDAH E O PRAZER DO RISCO



O prazer de arriscar.
O dinheiro.
O amor.
A vida.
Você sabe do risco.
Sabe do erro,
mas avança.
Em direção ao risco.
O frio na barriga.
A correnteza segue.
Nas margens, os medrosos
não se arriscam.
Apenas observam,
sua vida à deriva.
Várias chances de se agarrar à margem.
De interromper o fluxo.
Mas você finge que não vê.
Você  ignora.
Sente o perigo se aproximar.
Imagina a dor que se aproxima.
O sofrimento que se aproxima.
Mas o sofrimento é fascinante,
Apaixonante
E você segue,
Segue
Segue
E
Cai...


E o sofrimento não tem glamour,
não é fashion.
É apenas o sofrimento.
E você sofre...